Mais lidas
Cotidiano

Fumaça de vulcão força cancelamento de 28 voos em Bali, na Indonésia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Vinte e oito voos foram cancelados em Bali, ilha turística da Indonésia, e cerca de 2.000 passageiros foram afetados pela fumaça do vulcão Agung, que entrou em atividade neste domingo (26), segundo as autoridades locais. Outros cancelamentos ainda podem ocorrem.

A fumaça expelida chegou a 6.000 metros acima do topo do vulcão e, embora o Aeroporto Internacional de Denpasar, na capital de Bali, permaneça aberto, cabe às empresas cancelar ou desviar seus pousos e decolagens, de acordo com o porta-voz Arie Ahsanurrohim.

Medidas para diminuir o transtorno dos passageiros afetados estão sendo tomadas, disse Ahsanurrohim. "Disponibilizamos salas para que possam abrir suas bagagens, assistir filmes e relaxar enquanto esperam."

Turista de Sidney, Jake Vidler lamentou o cancelamento de seu voo. "Tenho que ir trabalhar amanhã, o que vou fazer para pagar minhas contas?"

A última erupção do Monte Agung foi em 1963, quando as cinzas do vulcão chegaram a Jacarta, a cerca de mil quilômetros de distância. As seguidas erupções deixaram cerca de 1.600 mortos.

Quando o vulcão despertou novamente em setembro deste ano, as autoridades decretaram alerta máximo, e 140 mil pessoas foram retiradas da ilha famosa pelas praias e templos, que atraiu em 2016 quase 5 milhões de visitantes.

Um mês depois, a situação se acalmou e muitos moradores voltaram para suas casas, mesmo com as estradas, carros e edifícios cobertos de cinzas. Mas, na terça (21), o Agung mostrou sua força novamente, forçando 25 mil pessoas a se refugiarem.

"A atividade de Monte Agung entrou na fase de erupção. Por enquanto, são só cinzas, mas é preciso cautela, já que há possibilidade de uma forte e explosiva erupção", alertou Gede Suantika, funcionário da agência de redução de catástrofes geológicas e vulcanológicas do país.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber