Mais lidas
Cotidiano

Ensaio sobre crise na Venezuela vence prêmio norte-americano de fotografia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As imagens de protestos, explosões, máscaras de gás e escudos improvisados por manifestantes venezuelanos renderam ao fotógrafo Juan Barreto, da agência France-Presse, o primeiro lugar na categoria de histórias noticiosas do Atlanta Photojournalism Awards, premiação norte-americana realizada desde 1975.

Nas fotografias tomadas por Barreto, destacam-se os conflitos com a polícia do governo de Nicolás Maduro, em crise nos últimos anos devido a fatores políticos, econômicos e sociais. O fotógrafo também conquistou o terceiro lugar na categoria Spot News com a imagem de um manifestante em meio a chamas após o tanque de uma motocicleta explodir.

O vencedor nessa categoria e do prêmio principal do Atlanta Photojournalism Awards foi o turco Burhan Ozbilici, da Associated Press, que flagrou o assassinato do embaixador russo Andrei Karlov em uma galeria de arte na Turquia, em dezembro. O registro, mundialmente publicado desde então, já havia vencido o World Press Photo, mais importante láurea da área.

Além de Barreto, outros sul-americanos foram mencionados: os argentinos Natacha Pisarenko -duas vezes- e Rodrigo Abd e o brasileiro Felipe Dana, que ficou em segundo lugar na categoria de notícias internacionais em memória a Chris Hondros, fotojornalista morto em 2011 ao registrar os conflitos na Líbia. O carioca foi premiado por imagens da guerra no Iraque.

Todo ano, o Atlanta Photojournalism Seminar organiza o concurso internacional de fotografia, que recebe imagens de alguns dos principais fotojornalistas do mundo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber