Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Demitido diz que Doria voa e soma milhas no trabalho

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Demitido por João Doria (PSDB) após ter reclamado publicamente da redução da verba prevista para 2018, o ex-prefeito regional Paulo Cahim ironizou o prefeito em postagem nas redes sociais.

Cahim, que era até o início da semana responsável pela região da Casa Verde/Cachoeirinha (zona norte), escreveu que o prefeito "trabalhou muito, mas somando muitas milhas voando pelo mundo".

Após a demissão dele, Doria havia declarado que os prefeitos regionais precisam trabalhar, e não reclamar.

"Na Casa Verde eu rodei todas as vilas, ruas, praças, becos e vielas, especialmente no fundão da periferia. Não! O sermão não cabe a mim!", escreveu o ex-assessor.

A referências às "milhas" são as viagens de Doria pelo país no momento em que trava disputa interna no PSDB com o governador Geraldo Alckmin para a escolha do candidato do partido nas eleições à Presidência em 2018.

Para ser candidato ao Planalto ou ao governo de SP, o prefeito terá de deixar o cargo até o início de abril.

MARKETING

Cahim disse que a mensagem foi clara e não quis se estender. Mas ressaltou que seus 11 meses à frente da prefeitura regional foram de "trabalho, e não de marketing".

"Eu estava decidido a ser gentil com o prefeito, até porque é uma prerrogativa dele me exonerar. Mas confesso que fiquei incomodado com o discurso dele. Foi desleal."

Na fala que originou sua demissão, durante uma audiência, Cahim alertou para o perigo de a zona norte ser afetada por enchentes em janeiro do ano que vem.

"Eu queria evitar que se repetisse o que aconteceu comigo no começo do ano, quando tive que batalhar muito para controlar as enchentes na região. E eu acho que minha fala ajudou e que a Prefeitura de São Paulo vai aumentar o orçamento para a zona norte", completa.

Naquela audiência, como a Folha de S.Paulo revelou, Cahim disse que a região da Casa Verde/Cachoeirinha poderia ser afetada por enchentes como consequência da não realização da limpeza de um piscinão.

As declarações dele ocorreram no momento em que a gestão Doria gastou somente 21% do orçamento previsto para contenção de enchentes.

Quadro antigo do PSDB, Cahim foi presidente do partido na região e chefe de gabinete da regional na gestão José Serra (PSDB), de 2005 a 2006.

A demissão dele revela nova estratégia de Doria diante de funcionários da prefeitura envolvidos em polêmicas.

Em dez dias, três assessores foram demitidos horas após seus casos terem vindo à tona. Os dois anteriores foram o então chefe de gabinete da Comunicação, após dificultar o acesso de jornalistas a dados públicos, e o filho de um executivo do lixo escalado pela prefeitura para fiscalizar a varrição no centro.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber