Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Verdes da Alemanha demandam fim de ogivas; EUA mantêm armas em base no país

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dos pontos que estão causando desacordo nas negociações para formação de uma coalizão no novo governo alemão é a demanda por parte do partido Verdes de que a Alemanha retire de seu território todas as ogivas nucleares estacionadas no país, segundo documento exploratório vazado por jornais alemães.

Isso incluiria as cerca de 20 ogivas nucleares mantidas pelos EUA na base aérea de Büchel, no oeste da Alemanha, segundo estimativas extraoficiais. Nem EUA nem a Alemanha falam abertamente sobre a presença das armas americanas, herança da Guerra Fria, em território alemão.

A demanda, que consta do documento sobre defesa e política externa, não cita os EUA diretamente. Os Verdes deixam claro que nem o FDP (liberais) nem a União Democrata Cristã (CDU, da chanceler Angela Merkel) nem a CSU (legenda-irmã da CDU na Baviera) são favoráveis à posição.

As conversas estão em um impasse devido a posições divergentes sobre as questões migratórias, europeias e climáticas. Após quase quatro semanas, o prazo estipulado pela chanceler para o fim das tratativas terminou última quinta-feira (16) sem acordo, e as conversas devem entrar pelo fim de semana.

Membro da Otan (aliança militar ocidental), a Alemanha não é uma potência nuclear. Em 2011, após o desastre de Fukushima, o governo Merkel anunciou planos para fechar todos os reatores nucleares do país até 2022.

"No âmbito da Otan, queremos assegurar que as armas nucleares remanescentes na Alemanha sejam retiradas e queremos suspender o programa de modernização", diz a seção com a posição dos Verdes.

Os partidos estão de acordo, porém, com o lançamento de uma ofensiva diplomática em favor do desarmamento nuclear.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber