Mais lidas
Cotidiano

Ex-morador de rua conquista vaga em uma da universidades mais conceituadas do mundo

.

Geoff Edwards nasceu em Liverpool e morou por anos nas ruas antes de Ingressar na Universidade de Cambridge Foto: Cambridge Regional College
Geoff Edwards nasceu em Liverpool e morou por anos nas ruas antes de Ingressar na Universidade de Cambridge Foto: Cambridge Regional College

Geoff Edwards nasceu em Liverpool, na Inglaterra, e morou durante muitos nos nas ruas de Cambridge Geoff Edwards. Durante a infância e juventude em Liverpool, Geoff amava a literatura, gosto que levou da vida adulta. Mas ele nhão era muito focado nos estudos, tanto que deixou o colégio assim que pôde e começou a perambular pelo interior da Inglaterra, fazendo bicos em fazendas, até parar em Cambridge, onde viveu vários anos entre abrigos e morando nas ruas. Agora, aos 52 anos, Geoff conquistou uma vaga na prestigiada Universidade de Cambridge, em Literatura Inglesa.

"Ir para a Universidade de Cambridge era um sonho meu, para estudar algo que eu realmente amo. Ainda estou me acostumando com a ideia. Isso é o que eu sempre quis fazer, mas ninguém da minha família tinha cursado a universidade, então eu nem considerava essa hipótese", afirmou.

Filho de um carteiro com uma auxiliar de escritório, Geoff teve desempenho péssimo no Instituto Birkenhead, onde cursou o ensino obrigatório. Seu rendimento no Certificado Geral de Educação foi de Nível Ordinário, a pontuação mais baixa da escala britânica, insuficiente para qualquer aspiração acadêmica. Sem oportunidades em Liverpool, Geoff deixou a família e começou a prestar serviços temporários em fazendas, se mudando constantemente em Kent, Gloucestershire e, finalmente Cambridge.

Quando chegou na cidade, Geoff morava nas ruas, e tentava vagas em abrigos quando possível. Para “escapar da realidade”, lia de tudo, de Jack Kerouac, americano fundador do movimento Geração Beat, a John Steinbeck e William Burroughs. Os livros ele conseguia em bibliotecas públicas e organizações de caridade.

Foi com o apoio de ONGs que ele começou a vender a revista “The Big Issue”, que reverte metade do valor de capa para os vendedores, normalmente moradores de rua. Após alguns anos, Geoff conseguiu uma casa para viver, mas ficou deprimido e isolado.

"Eu fui morador de rua por um longo tempo e depois fiquei isolado e ansioso. Eventualmente, eu comecei a vender a “Big Issue” em Cambridge e isso me ajudou a conquistar um pouco de respeito próprio", relatou contou Geoff. 

Ele lembra que estava acomodado e decidiu fazer algo diferente com a sua vida.  "Eu pensei em como poderia conseguir isso e decidi que a educação era o caminho, então fui para a Cambridge Regional College. Eu queria conseguir qualificação para cursar Inglês na universidade, mas estava muito tempo fora da educação, então eu precisava fazer um curso de pré-acesso", relembrou.

Na Cambridge Regional College, Geoff estudou com outros adultos que tentam retomar a carreira acadêmica e conquistou uma vaga na universidade. Seu rendimento foi tão bom que lhe rendeu o prêmio de Desempenho Acadêmico Excepcional, oferecido pela Cambridge Access Validating Agency, responsável pela avaliação de candidatos na Universidade de Cambridge.

'Não acredito no que consegui'
"Eu não pensava em me candidatar para Cambridge. Eu não imaginava que a Universidade de Cambridge escolheria alguém como eu, mas meu tutor me encorajou. Essa é a primeira coisa que me orgulho na vida. Cambridge é um grande passo, mas eu quero continuar avançando. Eu não acredito no que consegui", completou o ex sem-teto britânico.

As informações são do jornal britânico The Guardian

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber