Mais lidas
Cotidiano

George Takei, de 'Star Trek', é acusado de assédio; ator nega

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - George Takei, um dos protagonistas da saga "Star Trek", foi acusado de assédio pelo ex-modelo e ator Scott Brunton.

Em entrevista à revista "The Hollywood Reporter", nesta sexta-feira (10), Brunton afirma que Takei, hoje com 80 anos de idade, teria lhe tocado, quando estava embriagado e inconsciente, depois de ter bebido na casa da estrela dos filmes de ficção. O episódio teria acontecido há cerca de 40 anos.

Takei usou seus perfis no Twitter e no Facebook para negar as acusações.

"Simplesmente não aconteceu", afirmou, dizendo não se lembrar de Brunton, então com 23 anos.

"E não sei por que ele está dizendo isso agora. Eu busquei nas minhas lembranças se eu me recordava dele, e não consegui", declarou.

"Neste momento, é um cenário de 'eu disse/ele disse' sobre supostos acontecimentos de há quase 40 anos", escreveu Takei.

"Mas os que me conhecem sabem que os atos não consensuais são tão antitéticos para os meus valores e práticas que a simples ideia de que alguém me acuse disso é muito dolorosa", completou.

RICHARD DREYFUSS

Também na sexta (10), o ator Richard Dreyfuss, 70, foi acusado de assédio pela escritora Jessica Teich, 58.

Jessica alegou que a estrela de "Tubarão" a assediou por dois, ou três anos, em meados da década de 1980, enquanto ela trabalhava em um programa que ele produzia. Uma vez, relatou, ele se exibiu para ela.

"Criou um ambiente de trabalho muito hostil, onde me senti sexualizada, objetivada e insegura", desabafou a escritora em entrevista à revista "Vulture".

Em um comunicado, Dreyfuss -cujo filho Harry acusou na semana passada o ator Kevin Spacey de tê-lo tocado em 2008- também negou as acusações.

Admitiu, porém, ter "cortejado" mulheres, incluindo Jessica, e que "a forma como os homens se comportaram com as mulheres durante eras não está ok".

"Flertei com ela e lembro que tentei beijá-la como parte do que pensei que fosse um ritual de sedução consensual que se prolongou durante muitos anos", relatou.

"Estou horrorizado e desconcertado, ao descobrir que não foi consensual. Não entendi assim. Isso me faz reconsiderar cada relação que alguma vez pensei que fosse lúdica e mútua", afirmou.

GARY GODDARD

O produtor Gary Goddard, 63, também enfrentou acusações de má conduta sexual contra o ator de "Top Gun" Anthony Edwards.

Edwards, 55, publicou em um blog na sexta que foi abusado sexualmente por Goddard -seu mentor e representante no início da carreira- durante "anos". Ele o conheceu aos 12 anos.

"Gary está abatido com as falsas acusações", disse um porta-voz do produtor, acrescentando que ele nega a acusação "inequivocamente".

#METOO

Milhares de pessoas devem se reunir neste domingo, em Los Angeles, para a passeata em apoio às vítimas de agressão sexual e assédio, inspiradas por uma campanha de mídia social que retratou o abuso como uma característica generalizada da vida americana.

A marcha #MeToo, que terminará em uma manifestação no cruzamento do Hollywood Boulevard, é resultado de uma série de acusações de homens e mulheres vítimas de pessoas de alto escalão da indústria do entretenimento.

Confira a seguir um resumo sobre os principais casos de assédio sexual e estupro em Hollywood reportados recentemente.

Harvey Weinstein

No caso que foi o estopim para a avalanche de acusações em Hollywood, o outrora poderoso produtor de 65 é acusado de ter assediado e estuprado mulheres ao longo de três décadas. Entre as vítimas estão Angelina Jolie, Ashley Judd e Gwyneth Paltrow. Bob Weinstein, irmão de Harvey, também foi acusado de assédio.

Kevin Spacey

O ator de 58 anos foi acusado pelo colega Anthony Rapp de o ter assediado fisicamente quando a vítima tinha 14 anos. O ator mexicano Roberto Cavazos fez acusações semelhantes. Após as acusações, a Netflix suspendeu a última temporada da série "House of Cards" e afastou o ator do programa, além de cancelar o lançamento do filme "Gore", protagonizado por Spacey.

Louis C.K.

O comediante e diretor de 50 anos confirmou as acusações de assédio sexual feitas contra ele por cinco mulheres, publicadas em reportagem do "New York Times". Em dois relatos, o comediante se masturbou em frente a atrizes sem o consentimento delas. Após as denúncias, a estreia do filme "I Love You, Daddy", de Louis C.K., foi cancelada. A Netflix também cancelou a produção de um especial com o comediante.

James Toback

Segundo o "Los Angeles Times", mais de 30 mulheres denunciaram o diretor e roteirista de 72 anos de cometer assédio sexual. Autor da reportagem, Glenn Whipp disse ter sido contatado por 193 mulheres com acusações semelhantes contra Toback, autor do roteiro de filmes como "Bugsy" e "O Apostador".

Roman Polanski

Além de ter estuprado uma garota de 13 anos em 1977, o cineasta franco-polonês de 84 anos também é alvo de, pelo menos, outras quatro acusações contra mulheres menores de idade, entre elas a atriz Charlotte Lewis. Em Paris, uma retrospectiva de sua obra foi alvo de críticas por um grupo feminista.

Dustin Hoffman

O ator que tem hoje 80 anos é acusado de ter assediado sexualmente a escritora Anna Graham Hunter, então com 17 anos, no set do telefilme "A Morte de um Caixeiro-Viajante", em 1985. Ele teria falado de sexo para ela e a apalpado. Hoffman se desculpou e disse que aquilo não "reflete" quem ele é.

Brett Ratner

A atriz Natasha Henstridge diz ter sido forçada a fazer sexo oral no diretor de "A Hora do Rush" e "X-Men: O Confronto Final" nos anos 1990. Além dela, outras atrizes e modelos, como Olivia Munn e Jaime Ray Newman, também relatam casos semelhantes envolvendo ele. Rattner, 48, nega as acusações.

Ed Westwick

O ator conhecido por "Gossip Girl" foi acusado de estupro por Kristina Cohen e Aurélie Wynn. Ele nega. A polícia de Los Angeles abriu investigação sobre o primeiro caso.Com isso, a BBC suspendeu a exibição "Ordeal by Innocence". As gravações já iniciadas da segunda temporada de "White Gold", da Netflix, também foram suspensas.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber