Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Presidente filipino ameaça enviada da ONU e diz que matou homem a facadas

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente filipino, Rodrigo Duterte, afirmou na quinta-feira (9) ter matado uma pessoa a punhaladas quando era adolescente, em um discurso para defender sua guerra contra as drogas.

A fala foi feita no Vietnã, onde o mandatário está para participar do Fórum Ásia Pacífico, evento que inclui algum dos principais líderes mundiais, como o americano Donald Trump e o chinês Xi Jinping.

Na declaração para a comunidade filipina da cidade vietnamita de Danang, onde ocorre o fórum, Duterte também ameaçou dar um tapa em Agnès Callamard, enviada especial da ONU sobre as execuções sumárias ou arbitrárias.

Além disso, chamou de "filhos da puta" as pessoas que criticam sua campanha de repressão contra o tráfico de drogas.

Duterte, de 72 anos, foi eleito em 2016 após prometer que erradicaria o narcotráfico no país, eliminando 100 mil supostos traficantes e usuários de drogas.

Desde a sua chegada ao poder, há 16 meses, a polícia anunciou ter matado 3.967 pessoas. Outras 2.290 pessoas morreram em casos vinculados a drogas. Outras milhares de pessoas perderam a vida em circunstâncias não esclarecidas, segundo os dados da polícia.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber