Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Governo do Estado moderniza UTIs da Santa Casa de Londrina

.

O Governo do Estado inaugurou nesta terça-feira (7) as novas instalações de duas alas de UTI da Santa Casa de Londrina, no Norte do Paraná. De acordo com o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, nesta primeira fase a reforma contemplou os espaços que abrigam 15 leitos de UTI, melhorando as condições de atendimento a pacientes com quadros mais grave de saúde.

Com a entrega desta etapa da obra será possível avançar agora para as outras três alas de Unidade de Terapia Intensiva do hospital, onde hoje funcionam mais 21 leitos. “Ao todo, estamos investindo R$ 1,6 milhão na revitalização e modernização deste importante hospital. Mais uma prova da atenção que o Governo do Estado tem dado à saúde dos moradores de Londrina e região”, explica o secretário.

Atualmente, o governo estadual garante apoio financeiro para 263 hospitais públicos e filantrópicos. Nos últimos seis anos estas instituições receberam cerca de R$ 710 milhões para custeio dos serviços e cerca de R$ 120 milhões para serem aplicados em obras e compra de equipamentos. O incentivo proporcionou a criação de 792 novos leitos de UTI no Paraná, entre outros importantes resultados.

REFERÊNCIA - Com 191 leitos –155 de internação e 36 de UTI – a Santa Casa de Londrina se consolidou como referência regional para a Rede Paraná Urgência. Atualmente, 80% dos atendimentos são pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A estrutura é uma das principais portas de entrada para receber pacientes em situação de urgência e emergência.

Por mês, são realizados em média 1,9 mil atendimentos no pronto-socorro, além de 480 internações nas enfermarias e 225 nas UTIs. A unidade também se destaca na área cirúrgica, com oito salas para procedimentos de alta e média complexidade e 500 cirurgias por mês. Entre as especialidades ofertadas estão traumaortopedia, neurocirurgia, cirurgias cardíacas, cirurgias bariátricas, transplante renal e transplante cardíaco.

“Temos a Santa Casa como um hospital parceiro do Estado e que tem desenvolvido um trabalho muito relevante para a saúde da população. Por conta disso, também destinamos recursos de custeio mensal para ajudar na manutenção dos serviços”, enfatiza Caputo Neto. Por ano, o incentivo de custeio repassado pelo governo estadual à instituição, através do programa Hospsus, chega a quase R$ 3,1 milhões.

De acordo com o superintende da Santa Casa, Fahd Haddad, este apoio do Estado tem sido essencial para que a unidade continue em pleno funcionamento. “Sem dúvida, o Hospsus é um dos principais programas de Estado criados na gestão do governador Beto Richa. Uma iniciativa que tem garantido que nós, hospitais filantrópicos, continuemos abertos e atendendo a população”, declarou.

As duas novas alas, com os 15 leitos de UTI reformados, começam a funcionar já na próxima semana. Até o final do ano outros 30 leitos de internação clínica também serão entregues. Segundo a direção da Santa Casa, a obra de revitalização está a pleno vapor e faz parte do conjunto de intervenções físicas que estão em andamento para modernizar as instalações do hospital. Em breve haverá ainda outra obra, reformando mais 30 leitos.

HISTÓRIA - Fundada em 1944, a Santa Casa tem 73 anos de muita história. “Somos o hospital mais antigo de Londrina. Aqui foi o berço dos cursos de medicina da UEL e da PUC”, lembra o superintendente. Segundo ele, milhares de vidas foram salvas neste período, mas com o passar dos anos a estrutura ficou muito antiga.

“Com recursos próprios era inviável fazer este tipo de reforma. Por isso, pedimos o apoio do Estado para realizar estas intervenções que nos adequam às exigências sanitárias e garantem mais segurança ao atendimento”, completou Haddad.

Recentemente, o Governo do Estado também repassou quase R$ 600 mil para investimentos na estrutura de equipamentos da Santa Casa. Com o recurso estão sendo adquiridos uma série de itens para qualificar alas de internação, UTI, centro cirúrgico e laboratório, como mesas cirúrgicas, focos cirúrgicos e camas hospitalares.

O secretário de Saúde de Londrina, Felippe Machado, destaca que a cidade vive um novo momento em que o Sistema Único de Saúde tem sido fortalecido em todos os setores. “A entrega destes leitos mostra o quanto a rede hospitalar de Londrina está sendo ampliada e qualificada. Só temos a agradecer ao Governo do Estado pelo volume de investimentos que estão sendo feitos na Saúde da cidade”, comemorou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber