Cotidiano

Jovem matou estudante em escola após ser rejeitado, diz polícia 

Da Redação ·
Rafaella Noviske, 16 anos foi atingida na cabeça por tiros disparados por um jovem de 19 anos. Foto: Arquivo pessoal
Rafaella Noviske, 16 anos foi atingida na cabeça por tiros disparados por um jovem de 19 anos. Foto: Arquivo pessoal

Uma estudante de 16 anos foi morta com vários tiros, dentro de uma escola, na manhã desta segunda-feira (6), em Alexânia, cidade a 123 km de Goiânia e 88 km de Brasília. 

continua após publicidade

Rafaella Noviske foi atingida na cabeça por tiros disparados por um jovem de 19 anos. O autor já foi preso pela polícia, e a motivação teria sido rejeição. Segundo a Polícia Militar, o autor é ex-aluno do Colégio Estadual 13 de Maio, onde o crime aconteceu. O rapaz pulou o muro da escola, armado com um revólver calibre.32. Rafaella, foi a única baleada pelo atirador, o que leva a crer em motivo passional. 

Em depoimento à Polícia Civil, o jovem disse que os dois se conheciam de longa data, mas que ele tinha muito ódio dela. Por conta disso, decidiu comprar uma arma e cometer o crime. O rapaz foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

continua após publicidade

Esse é o segundo crime envolvendo adolescentes em escolas em Goiás, em menos de um mês. Dois adolescentes morreram e outros quatro ficaram feridos em 20 de outubro, no Colégio Goyazes.