Cotidiano

PM aborda carro de funerária e acha 97 kg de maconha e 5 kg de haxixe em caixão

Da Redação ·
97 quilos de maconha e cinco quilos de haxixe que estavam escondidos dentro de um caixão - Foto: Divulgação / Polícia Militar
97 quilos de maconha e cinco quilos de haxixe que estavam escondidos dentro de um caixão - Foto: Divulgação / Polícia Militar

A PM (Polícia Militar) de Minas Gerais apreendeu, na manhã desta sexta-feira (27), 97 quilos de maconha e cinco quilos de haxixe que estavam escondidos dentro de um caixão. Os entorpecentes eram transportados em um suposto carro funerário, na MG-255, em São Francisco de Sá, na região do Triângulo Mineiro.

continua após publicidade

O veículo foi abordado em uma blitz de rotina na rodovia. Os policiais suspeitaram da reação do motorista, que estava nervoso, e pediram para ver a documentação do corpo que era transportado. Os policiais desconfiaram da autenticidade do documento e pediram para abrir o caixão, que, na verdade, estava recheado com pacotes de drogas.

PM aborda carro de funerária e acha 97 kg de maconha e 5 kg de haxixe em caixão fonte: Reprodução

Os 97 quilos de maconha e cinco quilos de haxixe estavam escondidos dentro do caixão
Foto: Divulgação / Polícia Militar

continua após publicidade

Os policias que atenderam a ocorrência relataram que a plotagem do veículo também contribuiu para suspeitarem da ação, uma vez que estava escrito “translado” e, conforme os policiais, a maior parte dos veículos de funerária que passam pelo local usam o termo “traslado”.

PM aborda carro de funerária e acha 97 kg de maconha e 5 kg de haxixe em caixão fonte: Reprodução

Droga estava dividida em tabletes - Foto: Divulgação / Polícia Militar

Tráfico
D. R. S. M., de 25 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas e levado para a delegacia de Frutal junto com o veículo. O motorista relatou que levava a carga da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para Uberaba, na região do Triângulo Mineiro. 

A pena para os condenados de tráfico de drogas varia de cinco a 15 anos de prisão em regime fechado, conforme estabelece a legislação penal.