Mais lidas
Cotidiano

Casamentos no Cristo Redentor, como de Michelle Alves, custam R$ 2.300

.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Casar-se aos pés do Cristo Redentor, como a modelo brasileira Michelle Alves e o empresário israelense Guy Oseary fizeram na última terça (24), não é uma opção apenas para quem tem amigos como Madonna, Bono e Demi Moore.

Os casamentos no Santuário do Cristo Redentor (o nome oficial do local) custam R$ 2.300, independentemente do dia da semana. O valor, segundo a Arquidiocese do Rio, é para "ajudar com as despesas de hora extra dos funcionários, limpeza e manutenção da capela e do Santuário". Ele inclui também a decoração da capela Nossa Senhora Aparecida, que fica dentro da base da estátua, e a execução de uma trilha sonora em CD.

Comparado a outros gastos da festa, o pagamento pelo uso de um dos principais pontos turísticos do país foi irrisório. O vestido de Michelle, desenhado pelo estilista Zac Posen, foi avaliado em US$ 100 mil —cerca de R$ 320 mil, o suficiente para pagar 140 casamentos no santuário.

Para abrigar os numerosos convidados internacionais, o casal reservou os 50 quartos do hotel Fasano em Ipanema, zona sul do Rio, por três dias, num gasto estimado em R$ 600 mil.

Os noivos também distribuíram como brindes caixas da marca Reserva com castanhas brasileiras, uma garrafa de cachaça e um boné. Em outra sacola de tecido, com o mesmo logotipo da caixa, estavam duas raquetes e bolinhas de frescobol.

O casal que já está junto há 11 anos e tem quatro filhos não se ateve ao padrão mínimo das cerimônias no Cristo. Como a capela local abriga apenas 22 pessoas sentadas e até 15 em pé, a cerimônia ecumênica (Michelle é católica, Oseary, judeu) foi realizada na área externa, ao ar livre, para comportar os cerca de 150 convidados.

A Arquidiocese do Rio, responsável pelo santuário, oferece três arranjos para a decoração da capela e diz que outros podem ser feitos por conta dos noivos; o mesmo se aplica à trilha sonora: algumas opções são oferecidas em CD, mas o casal pode contratar músicos por conta própria. O repertório, no entanto, tem de passar pelo crivo dos religiosos. A tradicional chuva de arroz é terminantemente proibida.

Os casamentos no Cristo são realizados após as 17h e podem ser agendados no site cristoredentoroficial.com.br, mas não é fácil encontrar datas livres, segundo a Arquidiocese.

Também é necessário que os noivos tenham a habilitação matrimonial religiosa e a civil. O pagamento dos R$ 2.300 (valor que não é reajustado ao menos desde 2014) é feito no dia da entrega da documentação do casamento, um mês antes da cerimônia.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber