Mais lidas
Cotidiano

Restaurante nikkei do Peru, Maido é eleito o melhor da América Latina

.

MAGÊ FLORES, ENVIADA ESPECIAL*

BOGOTÁ, COLÔMBIA (FOLHAPRESS) - O restaurante peruano Maido, do chef Mitsuharu "Micha" Tsumura, levou o título de número um da América Latina na noite desta terça-feira (24). Ele foi eleito pelo "50 Best América Latina", prêmio que está em sua quinta edição e é uma subdivisão do ranking dos 50 melhores do mundo, existente desde 2002.

A casa no Peru ficou no topo da lista dos 50 melhores da região pela primeira vez. O anúncio foi feito em cerimônia realizada em Bogotá, na Colômbia.

O Maido, em Lima, faz cozinha peruana com influência japonesa. O chef, que nasceu no país e estudou nos Estados Unidos, também passou anos trabalhando no Japão. Na casa, tem menus nikkei e japonês e serve receitas como o choripan de peixe e polvo e um "asado de tira nitsuke", de 50 horas de cocção, com arroz chaufa branco com cecina (carne curada), beni shoga (gengibre em conserva) e alho crocante.

Em seu discurso, Micha exaltou a América Latina. "Nos últimos cinco a dez anos, conquistamos mais do que nos últimos cem. Nos unimos como nunca, nos conhecendo cada vez mais e entendemos que o trabalho em conjunto, como continente, nos dá frutos. Além das fronteiras, compartilhamos insumos e cultura. Somos um continente de todos os sangues."

O Brasil passa a ter três representantes no top dez. A Casa do Porco, de Jefferson Rueda, que entrou na lista no ano passado em 24º lugar, subiu 16 colocações e ficou em oitavo.

O restaurante mais bem colocado segue sendo o D.O.M., de Alex Atala, que se mantém na terceira posição. O Maní, de Helena Rizzo, foi de oitavo para nono.

"O mais importante do prêmio é vir não pensando em colocações, mas para aproveitar essa oportunidade de trocar informações. A América Latina é um grande laboratório e cabe a nós globalizar esse continente, trocar ingredientes e criar um novo legado. Eu mesmo quero levar vários [colegas] para o Brasil para mostrar a cultura do porco do país de cada um", disse Jefferson Rueda, que chegou à Colômbia dias antes para cozinhar em Medellín.

O chef Rodrigo Oliveira é o único latino a ter mais de uma casa na lista. Além de seu Mocotó, que ficou em 27º, o Esquina Mocotó entra no ranking em 41º.

O carioca Lasai, de Rafa Costa e Silva, assume o 16º lugar (subindo duas posições). O Olympe, de Claude e Thomas Troisgros, também no Rio, foi de 17º para 23º. E o Tuju, em São Paulo, se manteve no 45º lugar.

Deixam a lista o belenense Remanso do Bosque, dos irmãos Thiago e Felipe Castanho, e o carioca Roberta Sudbrack, da chef de mesmo nome, que fechou as portas no começo do ano.

São então, na edição de 2017, oito brasileiros no 50 Best América Latina.

Outros prêmios foram dados a representantes do Brasil. A melhor confeiteira deste ano é Saiko Izawa, d'A Casa do Porco -uma das poucas casas de São Paulo que mantêm na equipe uma profissional de pâtisserie. A japonesa, que se mudou ainda adolescente para o Brasil, tem 25 anos de profissão e faz no cardápio do restaurante um trabalho de equilíbrio, sem repetir os ingredientes do chef mesmo em jantares temáticos.

"O menu tem que ter coerência do início ao fim e a sobremesa deve estar no nível dos pratos. Ainda são poucos os cozinheiros que abrem espaço para o nosso trabalho, mas ele é necessário para fechar com chave de ouro ou não", diz. "Demora para dar resultado, mas se isso [o prêmio] serve para cativar mais profissionais, vale muito."

Prêmios anunciados anteriormente foram entregues na cerimônia. O primeiro a subir ao palco foi Felipe Bronze, do carioca Oro, eleito "restaurante com potencial" (the one to watch).

Eleita melhor chef mulher da região, a colombiana Leonor Espinosa, do Leo, falou sobre machismo em seu breve discurso. Pediu para que as cozinheiras sentadas na plateia se levantassem. Depois, os cozinheiros (em quantidade muito maior). "Somos poucas, não? De um tempo curto para cá, virou tendência a pergunta 'O que pensa sobre o machismo na cozinha? Ou dos prêmios diferenciadores de gênero?.' Ao longo da história, a mulher tem sido pouco reconhecida. Hoje em dia, estamos rompendo paradigmas. Os convido a abraçar esses prêmios como forma de reconhecer as mulheres defensoras da igualdade."

A lista é formulada a partir de votos de um júri composto por 252 jornalistas, foodies, chefs e restaurateurs de quatro subregiões da América Latina -63 votos para cada. O jurado deve votar em dez diferentes casas, visitadas ao menos uma vez nos últimos 18 meses, sendo quatro delas de países que não sejam o seu de origem.

*A jornalista viajou a convite da ProColombia.

VEJA A LISTA COMPLETA

1. Maido Cocina Nikkei​, Lima, Peru

2. Central​, Lima, Peru

3. D.O.M., São Paulo, Brasil

4. Pujol, Cidade do México, México

5. Boragó​, Santiago, Chile

6. Quintonil, Cidade do México, México

7. Astrid & Gastón​, Lima, Peru

8. A Casa do Porco, São Paulo, Brasil

9. Maní​, São Paulo, Brasil

10. Tegui​, Buenos Aires, Argentina

11. Sud 777 Pedregal, Cidade do México, México

12. Osso, Lima, Peru

13. Don Julio​, Buenos Aires, Argentina

14. 99, Santiago, Chile

15. La Mar, Lima​, Peru

16. Lasai, Rio de Janeiro, Brasil

17. Harry Sasson, Bogotá, Colômbia

18. Leo, Bogotá, Colômbia

19. El Baqueano​, Buenos Aires, Argentina

20. Maito​, Panamá

21. Isolina Taberna Peruana​, Lima, Peru

22. La Huella​, José Ignacio, Uruguai

23. Olympe, Rio de Janeiro, Brasil

24. Rafael​, Lima, Peru

25. Pangea​, Monterrey, México

26. Chila, Buenos Aires, Argentina

27. Mocotó, São Paulo, Brasil

28. Gustu​, La Paz, Bolívia

29. Nicos​, Cidade do México, México

30. Malabar​, Lima, Peru

31. Biko​, Cidade do México, México

32. Amaranta​, Toluca, México

33. Ambrosia​, Santiago, Chile

34. Corazon de Tierra​, Valle de Guadalupe, México

35. Rosetta, Cidade do México, México

36. Alcalde​, Guadalajara, México

37. Elena​, Buenos Aires, Argentina

38. Restaurante 040​, Santiago, Chile

39. Maximo Bistrot Local​, Cidade do México, México

40. Villanos en Bermudas​, Bogotá, Colômbia

41. Esquina Mocotó, São Paulo, Brasil

42. Laja​, Valle de Guadalupe, México

43. La Docena​, Guadalajara, México

44. Aramburu​, Buenos Aires, Argentina

45. Tuju​, São Paulo, Brasil

46. Fiesta Gourmet​, Lima, Peru

47. Ámaz, Lima, Peru

48. Crizia, Buenos Aires, Argentina

49. Proper, Buenos Aires, Argentina

50. Mishiguene​, Buenos Aires, Argentina

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber