Mais lidas
Cotidiano

Cachorros e javalis são obrigados a lutar até a morte em rodadas de apostas; veja vídeo

.

Grupos de ativistas de entidades focadas na defesa dos animais tentam acabar com lutas sangrentas travadas na Indonésia entre cachorros e javalis obrigados a brigar, conforme o jornal britânico The Independent.

A "adu bagong" (guerra de javali, em tradução livre) acontece em uma área remota da ilha de Java, em uma arena cercada por bambus e só termina quando um dos animais fica muito ferido ou morre.

Cães e javalis obrigados a brigar às vezes até
a morte na Indonésia - Foto: REUTERS / Beawiharta

A prática começou na década de 1960 e os que a defendem argumentam que as lutas são uma maneira de preservar a tradição de caça na área. Mas há também um prêmio em dinheiro de mais de R$ 6.300 (US$ 2.000) para o cão vencedor.

Os donos de cães pagam taxas de R$ 47 (US$ 15) a R$ 470 (US$ 150) para entrar nas lutas, dependendo do tamanho do cachorro. Os participantes dizem que as competições avaliam as habilidades de agilidade e caça dos cães.

Foto: REUTERS / Beawiharta

Se um javali sobreviver a uma luta, ele é tratado dos ferimentos e volta a lutar no outro dia. Os que não sobrevivem, tem a carne vendida. "Costumava ser muito simples, não como agora, quando os cães são treinados", afirmou Nur Hadi, proprietária de 40 cães e chefe da Hiparu, um grupo de entusiastas de cães caçadores que participam das lutas.

Conscientização
O governo e as ONGs pretendem colocar fim ao evento, conscientizando as pessoas de que a luta de cães não está certa. "É um ato criminoso contra animais", frisou Marison Guciano, a ativista indígena dos direitos dos animais.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber