Mais lidas
Cotidiano

Morre Ângela Lago, 71, escritora e ilustradora vencedora do Jabuti

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A escritora e ilustradora Ângela Lago morreu na madrugada deste domingo (22), em Belo Horizonte, aos 71 anos.

De acordo com sua amiga e arquiteta Du Leal, há um mês a escritora passou por uma cirurgia após uma queda, mas se recuperava gradualmente.

A causa da morte foi uma embolia pulmonar; a artista passou mal na noite deste sábado (21) e chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Autora de poemas e ilustrações dedicadas ao público infantil, Ângela Maria Cardoso Lago foi uma das maiores referências na literatura infantil brasileira.

Ela recebeu diversos prêmios por suas obras escritas e ilustradas. São dela, por exemplo, livros como "O Bicho Folharal" (Editora Rocco, Rio de Janeiro, 2005), "João Felizardo, o Rei dos Negócios" (Cosac-Naify, São Paulo, 2006) e "Um Livro de Horas" (Editora Scipione, São Paulo, 2008).

Este título rendeu a ela o prêmio Jabuti, em 1995, Ângela também recebeu o Prêmio ABL de Literatura Infantojuvenil, em 2010, por "Marginal à Esquerda".

O livro retrata a história de Miúdo, morador da periferia que encontra na música a sua vocação.

Ela também escreveu "O Bicho Folharal" (Editora Rocco), "João Felizardo, o Rei dos Negócios" (Cosac-Naify) e "Um Livro de Horas" (Editora Scipione).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber