Cotidiano

Mulher é vítima de tentativa de estupro em ônibus de Londrina

Da Redação ·
Mulher foi vítima de tentativa de estupro dentro de ônibus em Londrina - Foto -  Marcos Zanutto/Grupo Folha/Bonde
Mulher foi vítima de tentativa de estupro dentro de ônibus em Londrina - Foto - Marcos Zanutto/Grupo Folha/Bonde

Uma mulher foi vítima de tentativa de estupro ontem (18) dentro de ônibus do transporte coletivo urbano em Londrina (norte do Paraná). "Senti indignação e impotência em ser mulher naquela hora", afirmou Disireé Marcelo da Silva ao portal Bonde. Ela estava no ônibus da linha 311 - Santa Rita, quando sentiu que seu vestido estava sendo erguido. 

continua após publicidade

Como o coletivo estava lotado, ela achou que poderiam ter enroscado alguma bolsa em seu vestido, mas quando se virou, viu o homem com a calça totalmente aberta e com o pênis para fora.

"Eu empurrei e perguntei o que ele estava fazendo. Ele disse que não estava fazendo nada. As pessoas em volta, mesmo as que estavam vendo, não tiveram reação nenhuma. Quando mencionei chamar a polícia, ele disse que estava armado e que iria dar tiro em todos ali", relatou a mulher. 

continua após publicidade

Assim que o ônibus chegou ao terminal central, o homem foi detido por seguranças. Os seguranças privados do terminal o mantiveram rendido até a chegada de equipes da Guarda Municipal, que o levaram para a delegacia. Várias testemunhas foram arroladas pelos guardas. 

O homem detido em flagrante foi identificado como Bruno Henrique Marques dos Santos, de 22 anos. Ele foi levado ao 4º Distrito Policial e para ser autuado por estupro na forma tentada. A penas para os condenados por esse tipo de crime varia de 6 a 10 anos de prisão.

Nota da empresa do transporte coletivo
A empresa Grande Londrina divulgou nota de esclarecimento em relação ao caso de assédio ocorrido na quarta dentro de um ônibus da linha 311 - Santa Rita. Leia nota na íntegra: 

continua após publicidade

"A Grande Londrina informa que: Todos os colaboradores que trabalham nos veículos recebem treinamento para agir em situações que atentem contra a integridade física dos passageiros. 

Em casos como esse, o motorista é orientado a travar as portas do ônibus e ir diretamente para o terminal, onde deve entrar buzinando para alertar os vigias que fazem a segurança do prédio. 

Como foi constatado hoje [quarta-feira], a ação do motorista resultou na prisão do acusado. Ainda sobre casos de assédio sexual dentro dos ônibus, o SAC da empresa nunca registrou nenhuma ocorrência dessa natureza. 

As informações e foto são do portal Bonde