Cotidiano

Vereador divulga nota sobre polêmica com Pabllo Vittar

Da Redação ·
O vereador Pastor Ezequiel Bueno (PRB) é contra a presença de Pablo Vitar em Ponta Grossa - Foto - Divulgação - CMPG
O vereador Pastor Ezequiel Bueno (PRB) é contra a presença de Pablo Vitar em Ponta Grossa - Foto - Divulgação - CMPG

O vereador Pastor Ezequiel Bueno (PRB), da Câmara Municipal de Ponta Grossa emitiu uma nota ao final da sessão desta quarta-feira (18)no  para comentar, mais uma vez, o show de Pabllo Vittar na cidade e esclarecer sua posição sobre a artista e a 28ª Münchenfest. 

continua após publicidade
Vereador divulga nota sobre polêmica com Pabllo Vittar fonte: Reprodução

Pablo Vitar foi ameaçado de prisão por vereador que também é pastor -  G1/Globo.com

Na nota, Ezequiel voltou a citar o boato de que o deputado federal Jean Wyllys (Psol) e a cantoria iriam percorrer escolas do país para ensinar sobre diversidade sexual.

continua após publicidade

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em razão da grande repercussão do discurso realizado na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Ponta Grossa do último dia 16, o Vereador Pastor Ezequiel Bueno vem por meio da presente nota, esclarecer que em nenhum momento teve a intenção de ofender a pessoa do cantor Pablo Vittar, mas tão somente defender o Plano Municipal de Educação da Cidade de Ponta Grossa (Lei Ordinária nº 12213/2015) que, quando ainda projeto de lei, foi objeto de ampla discussão na Casa Legislativa acerca da inclusão ou não da ideologia de gênero e diversidade sexual no currículo escolar, restando, tais assuntos, ao final, excluídos do PME.

À época, como é de reconhecimento público, o Vereador Pastor Ezequiel defendeu a respectiva exclusão, sob o argumento principal de que a educação sexual das crianças é de responsabilidade exclusiva dos pais. Dessa forma, diante da notícia veiculada por diversos meios de comunicação de que o referido cantor, ao lado do Deputado Federal Jean Wyllys, estariam fazendo uma turnê pelas escolas do Brasil ensinando diversidade sexual infantil, aliada a notícia de que o mesmo cantor estaria na cidade por ocasião da realização da 28ª Munchen Fest, evidentemente trouxeram preocupação ao parlamentar que, como já relatado, fez uso da tribuna para defender o Plano Municipal de Educação da Cidade de Ponta Grossa aprovado.

continua após publicidade

Em relação à realização da 28ª Munchen Fest, propriamente dita, e seus shows, esclarece-se também que em nenhum momento o parlamentar teve a intenção de ofender a pessoa do cantor Pablo Vittar ou de quem quer que seja, mas tão somente defender a terceirização da festa, que anos atrás foi objeto de CPI na Câmara Municipal de Ponta Grossa, da qual o Vereador Pastor Ezequiel Bueno, inclusive, foi presidente e que, resultou nos anos passados na respectiva terceirização do evento, trazendo economia ao cofre público municipal, medida que, notadamente, se mostra necessária também neste ano, haja vista, por exemplo, que o Município de Ponta Grossa recentemente parcelou dívidas como de luz.

Por fim, não obstante todos esses esclarecimentos, o parlamentar também serve-se da presente para retratar-se sobre eventuais excessos ocorridos na sua fala, registrando, mais uma vez, que em momento algum pretendeu ofender a quem quer que seja. O Vereador Pastor Ezequiel Bueno renova, por fim, seu compromisso em defender o que entende ser o maior patrimônio de todos: a família e as crianças.

Gabinete Parlamentar Vereador Pastor Ezequiel Bueno

As informações são do portal aRede.info