Mais lidas
Cotidiano

Após denúncias de estupro e assédio, Weinstein Company busca comprador

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - The Weinstein Company, uma das principais produtoras de Hollywood, estaria à procura de um comprador, informou o "Wall Street Journal" nesta sexta-feira (13).

Sua venda seria a única saída para que continuasse operando após virem à tona diversas acusações de assédio sexual e estupro envolvendo um dos fundadores da empresa, Harvey Weinstein, além de especulações de que o conselho da empresa tinha conhecimento de alguns desses episódios.

Segundo a "Vulture", após a demissão de Weinstein, a empresa planejava indicar o co-presidente Bob Weinstein, irmão de Harvey, e o presidente David Glasser para a direção da empresa, mas, com a queda de reputação, essa não seria mais uma possibilidade.

Se a venda não for concretizada, afirma a publicação americana, o conselho poderá fechar a empresa. Em uma entrevista à imprensa, Bob Weinstein negou que a produtora está em colapso, dizendo que "bancos, parceiros e acionistas estão apoiando a empresa e que não é verdade que a companhia e seu conselho estariam cogitando sua venda ou seu fechamento".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber