Mais lidas
Cotidiano

Ex-líder de sigla de extrema-direita alemã funda novo partido

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ex-presidente da AfD (Alternativa para Alemanha) Frauke Petry, que saiu da sigla após o sucesso do partido nas últimas eleições legislativas, anunciou nesta quinta-feira (12) a criação de uma nova agremiação, o Partido Azul.

Petry prometeu uma linha "conservadora razoável" para o novo partido. Conhecida por suas posições contra imigrantes, ela vinha criticando outros líderes da AfD por defender posições extremadas, que inviabilizam a participação do partido em um governo de coalizão.

Petry foi eleita deputada nacional nas legislativas de 24 de setembro pela AfD, mas no dia seguinte anunciou que deixaria o partido. A partir de novembro, a política prevê o início de uma viagem pela sua região da Saxônia, e depois pelo resto do país.

Petry pertencia a uma corrente nacionalista mas liberal dentro da AfD, que acabou se aproximando de uma linha mais xenófoba e radical.

A AfD, criada em 2013, é o primeiro partido com essas características a surgir na Alemanha desde a 2ª Guerra Mundial, e teve cerca de 13% dos votos nas eleições.

"Um terço dos alemães quer uma oferta política conservadora e razoável", disse ela, que afirma que muitos eleitores frustrados votaram nos Democratas Livres, na AfD ou na CDU da premiê Angela Merkel por falta de alternativas.

Petry defendeu sua decisão de manter sua cadeira no Parlamento, dizendo que se manterá fiel a seus eleitores. "O mandato não pertence ao partido, mesmo que tenha sido ganho com dinheiro do partido", disse ela.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber