Mais lidas
Cotidiano

Defesa Civil vai disparar alertas de temporal por SMS a todos os municípios

.

Serão repassados à população os alertas meteorológicos que a Defesa Civil Estadual recebe de diversas instituições, como o Simepar e o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), que monitora todo o País.. (Foto - Aen)
Serão repassados à população os alertas meteorológicos que a Defesa Civil Estadual recebe de diversas instituições, como o Simepar e o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), que monitora todo o País.. (Foto - Aen)

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil irá enviar a partir da próxima segunda-feira (16) alertas de eventos meteorológicos severos por mensagens de texto (SMS) a todos os 399 municípios paranaenses. O sistema foi desenvolvido pela Secretaria Nacional de Defesa Civil e começou a funcionar em junho, com projeto-piloto, em cinco municípios do Estado. 

O serviço estará disponível a todo o território nacional até março de 2018, iniciando pelo Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Para receber os alertas de ocorrências de chuvas de granizo, tempestades e vendavais, os usuários precisarão responder, com o número do seu CEP, a mensagem que será enviada pelas operadoras telefônicas entre os dias 16 e 20 de outubro.

Caso não receba a mensagem, é possível se cadastrar enviando um SMS para o número 40-199 com o CEP de sua residência ou de outros locais de interesse em qualquer período. Os usuários podem cadastrar quantos endereços quiserem.O serviço, sem custo para a população, é feito em parceria com o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e operadoras de telefonia móvel. 

“O sistema ainda está em fase experimental, mas até o final do ano já estaremos bem maduros”, explicou o coordenador executivo da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Edemilson de Barros.

Atualmente, já são enviados alertas por SMS aos gestores municipais e à rede estadual de Defesa Civil, além dos cinco municípios que já tinham o serviço cadastrado. 

“Quando houver a confirmação de um evento meteorológico severo, iremos reportar para a toda a população. O importante agora é que as pessoas retornem o SMS que receberem das operadoras e fiquem tranquilas”, salientou Barros. 

“O nosso propósito é alertar situações que possam ocorrer, para que a população se prepare antecipadamente”, destacou.

Eventos climáticos
O meteorologista e chefe de Monitoramento do Cenad, Tiago Molina Schnorr, explicou que o sistema começará a operar pelo Paraná, Santa Catarina e São Paulo porque os três estados já têm uma rede estruturada de Defesa Civil e em razão dos fortes eventos climáticos que atingem a região, principalmente durante a primavera e o verão.

“Nós solicitamos a inclusão de todos os estados das regiões Sul e Sudeste até o final do ano, pela proximidade dos períodos de maiores chuvas e pelo histórico de desastres”, explicou. “Até março de 2018, todos os estados do País serão cobertos com o envio de alertas para a população”, disse.

O sistema começou a ser elaborado a partir da promulgação da Lei 12.340/14, que trata da prevenção ao risco de desastres. A lei obriga as empresas de telefonia móvel a transmitir gratuitamente informações de alerta à população sobre risco de desastre.A Anatel trabalhou, então, na regulamentação do serviço junto com a Secretaria Nacional e os demais órgãos de Defesa Civil, que elaboraram o sistema de alerta. “É muito importante que as pessoas se cadastrem e incentivem os seus amigos a utilizar o serviço, pois é um projeto que vai possibilitar uma maior proteção da população e salvar vidas”, salientou Schnorr.

Projeto piloto
Os municípios paranaenses que apresentam o maior número de ocorrências de desastres – Prudentópolis, Santo Antônio do Sudoeste, Querência do Norte, Salto do Lontra e Rondon – já contavam com serviço de alerta desde junho deste ano. 

“Eles foram escolhidos como piloto para testar o sistema e os protocolos de alerta. Nesta segunda fase, o projeto será expandido para todos os municípios do Paraná”, explicou o chefe do setor Operacional da Defesa Civil Estadual, capitão Romero Nunes da Silva Filho.

Serão repassados à população os alertas meteorológicos que a Defesa Civil Estadual recebe de diversas instituições, como o Simepar e o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), que monitora todo o País.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber