Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Tenente da PM morre após ser atropelado por assaltantes em fuga

.

Tenente Taborda deixa filho de apenas três anos (Foto: Reprodução)
Tenente Taborda deixa filho de apenas três anos (Foto: Reprodução)

Um oficial da Polícia Militar (PM) morreu na noite de segunda-feira (2), após ser atropelado quando uma equipe do 23.º BPM, ao qual era lotado, abordou suspeitos de assalto em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, que fugiam com o carro da vítima. 

O atropelamento ocorreu no Contorno Sul, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), por volta das 19h desta segunda-feira (2). O tenente Ricardo Taborda, de 27 anos, e sua equipe tentavam prender bandidos que haviam cometido um assalto em Fazenda Rio Grande e fugiam com o carro da vítima. Os PMs estavam parando alguns caminhões na rodovia, quando o veículo com os criminosos surgiu inesperadamente.

Veículo roubado foi abandonado por ladrões
Foto: João Carlos Frigério/Plantão190

“Um policial havia me abordado, pedindo pra eu parar o caminhão de forma que bloqueasse a passagem dos carros. Meio minuto depois, vi o companheiro dele, do outro lado da pista, atirando contra um carro que estava em alta velocidade. O bandido jogou o veículo em cima do policial, que mesmo assim não parou de atirar”, relatou à Tribuna do Paraná um caminhoneiro, que pediu para não ter o nome divulgado.

Os assaltantes abandonaram o carro roubado e fugiram em direção à fabrica da Bosch. De acordo com funcionários da empresa, os bandidos entraram em um matagal que fica próximo ao local e desapareceram.

Arma do tenente não foi achada junto ao corpo
Foto: João Carlos Frigério/Plantão190

Arma do PM não foi localizada
O corpo do tenente Taborda ficou muitos metros do carro. Os socorristas dos Bombeiros chegaram rapidamente, mas nada puderam fazer em razão da gravidade dos ferimentos. A arma do tenente não foi achada junto ao corpo.

Comoção
O tenente Ricardo Taborda era casado e tinha um filho de três anos. A morte dele provocou comoção nas redes sociais, pois o policial militar era muito querido por todos. Ainda não há informações exatas sobre velório e sepultamento.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber