Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Radar cedido por empresa japonesa chega ao Paraná

.

Equipamento deve chegar no Estado no fim do mês. (foto - reprodução/AEN)
Equipamento deve chegar no Estado no fim do mês. (foto - reprodução/AEN)

O radar meteorológico Banda X, cedido pela empresa Japan Radio Company (JRC), já foi embarcado no Japão e deve chegar ao Paraná no final de outubro. A previsão é que ele esteja em operação em janeiro de 2018. O equipamento monitorará o sistema meteorológico da Região Metropolitana de Curitiba para prevenção de desastres naturais. O equipamento foi cedido pela empresa através de uma parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e não terá custos para o estado.

Nesta segunda-feira (02), o governador Beto Richa recebeu os executivos da JRC e lembrou que o Paraná já possui dois radares de grande porte instalados em Teixeira Soares, no Centro-Sul do Estado, e em Cascavel, na região Oeste. “Este novo equipamento, de curto alcance, específico para centros urbanos, vai melhorar o tempo de resposta do Sistema de Monitoramento e Previsão Hidrométrica do Estado”, disse ele. “O radar de alta precisão vai se somar aos investimentos e ações do governo e contribuir para que estejamos cada vez mais preparados para proteger os paranaenses de todas as regiões”, afirmou.

ALERTAS - Segundo o coordenador executivo da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil do Paraná, tenente-coronel Edenilson de Barros, o radar será instalado e operado na sede do Simepar, que encaminhará as informações à Defesa Civil, responsável por monitorar as condições e, caso necessário enviar os alertas, aos municípios.

“Trabalhamos de forma integrada ao Simepar e este equipamento vai ajudar no monitoramento e na emissão de alertas precoces de eventos severos”, disse. “A qualidade da resposta é o grande diferencial”, completou.

DESLIZAMENTOS - Além do apoio geral em monitoramento, o radar será utilizado como modelo de previsão de deslizamento para o município de almirante Tamandaré. Este modelo permitirá a emissão de alertas precoces do risco de deslizamento em situações críticas. “É a primeira vez que vamos usar o radar como sensor principal para alerta de deslizamento”, disse o engenheiro da JRC no Brasil, Rodrigo Vidal.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber