Mais lidas
Cotidiano

Paranaense que iria para festival em Las Vegas escapa de ataque por ingressos terem esgotado

.

O jovem de 24 anos garante que ficará em Vegas até o fim de seu passeio. (Foto: Arquivo Pessoal)
O jovem de 24 anos garante que ficará em Vegas até o fim de seu passeio. (Foto: Arquivo Pessoal)

Após um homem de 64 anos disparar com uma arma de fogo contra uma multidão em um festival country na cidade de Las Vegas, Nevada, e deixar mais de 50 mortos e cerca de 400 feridos, se tornando o pior ataque da história do país, centenas de pessoas que tinham parentes passando férias ou vivendo na cidade, se desesperaram.

O ataque teve inicio por volta das 22h (horário local), quando estava por acabar um festival no hotel Mandala Bay. O homem identificado posteriormente como Stephen Paddock, disparava contra uma multidão do 32º andar do hotel.

Nicholas Micaloski, de 24 anos de Curitiba, estava entre aqueles que aguardavam notícias. O paranaense, que queria estar no festival disse que só escapou do ataque pelo fato de não ter mais ingressos a venda.

O brasileiro disse que estava há 20 minutos do local dos disparos. De acordo com a BBC Brasil, Nicholas disse que mesmo não estando muito próximo do local, a notícia do tiroteio chegou quase que no mesmo minuto que acontecera e que policias fortemente armados passavam por ele há todo momento em direção ao local.

O jovem relata que as informações eram de que o tiroteio teria sido iniciado por alguns homens armados e que as instruções dadas aos turistas e moradores, seria de que eles precisavam encontrar abrigos e se proteger de possíveis confrontos entre os autores dos disparos e a polícia. 

O ataque foi feito por Stephen Paddock, que era morador da cidade. (Foto: Reuters)

Apesar de todo o susto, Nicholas conta que tentou manter a calma, porém, o pânico gerado foi muito intenso. Ele relatou que se sentiu em um filme de Hollywood, que haviam pessoas gritando e chorando ao seu redor, escondidas em lixeiras e que o seu grande medo seria de um possível confronto e de mais disparos, mas que rapidamente os policias estavam instruindo a todos de como sair dali, podendo assim voltar ao seu hotel sem seguida.

Dizendo enfim estar seguro, Nicholas afirmou que não pretende voltar para o Brasil antes do previsto - sua volta está marcada para o próximo domingo (8). Em sua segunda viagem a Vegas, Nicholas disse que se sente mais tranquilo pelo forte policiamento nas ruas e que seria um desperdício voltar antes, pelo fato de tudo já estar pago.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber