Cotidiano

Menina de 6 anos morta por pedófilo estava com pés e mãos amarrados e de cabeça para baixo

Da Redação ·
Corpo de Tabata estava com os pés e mãos amarrados de cabeça para baixo - Foto: Reprodução
Corpo de Tabata estava com os pés e mãos amarrados de cabeça para baixo - Foto: Reprodução

A Polícia Civil informou nesta quinta-feira (28) que o corpo da menina Tabata Fabiana Crespilho da Rosa, de 6 anos,  foi localizado em cova rasa no meio da uma mata entre Umuarama e Xambré, no Noroeste do Paraná.

continua após publicidade

Eduardo Leonildo da Silva, 30 anos, foi preso e segundo a polícia confessou o fato, sem dar detalhes sobre a violência sexual seguida de assassinato. Ele levou os policiais ao local onde enterrou a criança após raptá-la próximo à escola na terça-feira (26).

Menina de 6 anos morta por pedófilo estava com pés e mãos amarrados e de cabeça para baixo fonte: Reprodução

Suspeito preso e local onde o corpo foi enterrado Foto: Reprodução/Maicon Rodrigo

continua após publicidade

Tabata foi para a aula acompanhada do irmão mais velho de 13 anos, como era de rotna diariamente. Ma, ela não entrou na escola e sumiu. A família registrou o desaparecimento e desde então a menininha era procurada.

Imagens mostraram que ela foi abordada pelo criminoso perto da instituição e não foi à escola. Câmeras do sistema de monitoramento de estabelecimentos da região auxiliaram a polícia a chegar até Eduardo.

A menininha foi raptada e provavelmente violentada sexualmente. O corpo estava com os pés e mãos amarrados de cabeça para baixo. 

continua após publicidade

"Praça de guerra"
A cidade de Umuarama virou "praça de guerra" assim que a notícia da prisão do suspeito foi confirmada. Um grupo de moradores tentou invadir a delegacia. 

De acordo com a Polícia Civil, pelo menos 12 veículos foram destruídos, sendo seis carros policiais, quatro da imprensa local e dois veículos particulares. Alguns foram incendiados. 

Menina de 6 anos morta por pedófilo estava com pés e mãos amarrados e de cabeça para baixo fonte: Reprodução

Umuarama virou "praça de guerra" após prisão de suspeito de matar menina 
Foto: Umuarama News

continua após publicidade

Presos da cadeia pública também aproveitaram a confusão para ensejar uma rebelião, mas nenhum conseguiu fugir, conforme o portal Umuarama News.

Dois inquéritos
Em nota, a Polícia Civil informou que paralelamente ao inquérito policial referente a prisão do suspeito autuado pela morte da menina Tábata, outro inquérito policial será aberto para apurar a autoria os danos causados ao patrimônio público.

Veja vídeo do portal Umuarama News sobre a situação

Menina de 6 anos morta por pedófilo estava com pés e mãos amarrados e de cabeça para baixo - Vídeo por: Reprodução