Cotidiano

Assessor de vereador usa carro oficial da Câmara para ir à praia e veículo é multado 

Da Redação ·
Funcionário multado com carro oficial está lotado no gabinete do  Mauro Bobato Foto: Divulgação/CMC
Funcionário multado com carro oficial está lotado no gabinete do Mauro Bobato Foto: Divulgação/CMC

Após multa por atravessar o sinal vermelho, veio a público o caso de um veículo Sandero, locado pela Câmara de Curitiba e colocado à disposição do vereadorMauro Bobato (Podemos), que foi usado por um assessor do parlamentar para ir a Balneário Camboriú, em Santa Catarina, durante um fim de semana no fim do mês de julho. A infração de trânsito consta em relação de multas recebidas por carros oficiais, com base na Lei de Acesso à Informação, conforme a Gazeta do Povo.

continua após publicidade

A norma que regulamenta o uso de veículos oficiais da Câmara de Curitiba proíbe o uso dos automóveis em benefício particular e fora dos limites do Paraná. A Câmara divulgou em resposta ao pedido de informação que “o esclarecimento dado pelo parlamentar foi que o veículo, na referida data, estava sob responsabilidade de servidor lotado em seu gabinete e que desconhecia o uso indevido do carro oficial”.

O servidor é Hamilton Júnior assumiu que pegou o carro oficial para fins pessoaise que estava ao volante quando o veículo foi multado. Ele está lotado no gabinete de Bobato, onde ocupa o cargo de auxiliar de serviços e é funcionário de carreira da Câmara há 23 anos. Júnior pediu desculpas pelo que chamou de “erro”. Ele afirmou que não tinha consciência de que o regulamento proíbe o uso de carros oficiais fora do Paraná, embora saiba que não é permitido fazer uso pessoal dos automóveis oficiais.

continua após publicidade

“Em 23 anos, nunca tive nada, nunca fiz nada de errado e acabei cometendo esse erro. Eu sabia que não podia [usar o veículo para fins pessoais], mas no momento em que eu precisei [do carro], infelizmente eu cometi esse erro e peço desculpas”, frisou o assessor.

Júnior negou que tenha ido a passeio a Balneário Camboriú, a bordo do veículo oficial. Ele disse que precisou do carro para ajudar atletas, mas não deu mais detalhes sobre o episódio. “Surgiu uma situação particular minha e eu acabei indo com o carro (...). Eu ajudo alguns atletas. Fui fazer uma situação de um amigo que precisava de uma ajuda”, disse.

Assumiu e se retratou
O servidor parlamentar disse que resolveu assumir o ato porque não considera justo que o vereador Mauro Bobato fosse responsabilizado. Júnior disse que vai pagar a multa, que custeou o combustível consumido na viagem e que se retratou perante a direção do Legislativo Municipal de Curitiba. 

Procedimento administrativo
A Câmara informou que “um procedimento administrativo interno de apuração dos fatos encontra-se em andamento para a tomada de medidas cabíveis ao caso”.