Cotidiano

Panda considerado o mais velho do mundo morre na China

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Panda considerado o mais velho do mundo morre na China
Panda considerado o mais velho do mundo morre na China

O panda mais velho do mundo criado em cativeiro morreu nesta quinta-feira aos 37 anos na China. A fêmea Basi, viveu mais tempo que a média para os pandas, que possuem expectativa de vida na casa dos 20 anos.

continua após publicidade

A panda era considerada uma celebridade na China, tendo seu aniversário celebrado sempre com um bolo gigante, com direito a cobertura das TVs locais para o evento.

A emissora pública da China exibiu nesta quinta uma cerimônia de despedida em homenagem a Basi.

continua após publicidade

"Com o coração apertado, anunciamos que a panda Basi morreu em 13 de setembro de 2017 às 8H50", informou o Centro de Pesquisas e Intercâmbios sobre os Pandas Gigantes de Fuzhou, na província de Fujian.

Menos de 2 mil pandas vivem fora de cativeiros atualmente. A China adotou nos últimos anos medidas para preservar a espécie e seu habitat. A União Internacional para a Conservação da Naturaleza (UICN) considerou em 2016 que o panda não integrava mais a lista de espécies em perigo de extinção.