Cotidiano

BRICS estuda criar criptomoeda alternativa ao dólar 

Da Redação ·
Criptomoedas poderiam alavancar as operações comerciais mundias, segundo o BRICS - Foto: BRICS/OCS
Criptomoedas poderiam alavancar as operações comerciais mundias, segundo o BRICS - Foto: BRICS/OCS

A criação de uma criptomoeda comum como alternativa ao dólar norte-americano é discutida pelo Brasil, a Rússia, a Índia, a China e a África do Sul. A afirmação foi feita por Kiril Dmitriev, diretor-geral do Fundo Nacional de Investimento Direto russo.

continua após publicidade

O economista explicou ao portal russo RBC que, embora os países membros do BRICS usem suas moedas nacionais dentro da associação, uma criptodivisa alternativa poderia ser usada para "outros tipos de transações". O economista, no entanto, não esclareceu de que tipo de transações se trata. 

Brics é uma sigla que se refere a Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que se destacaram no cenário mundial pelo rápido crescimento das suas economias em desenvolvimento.

continua após publicidade

Trabalho focado em acordo
O ministro das Comunicações da Rússia, Nikolai Nikiforov, já confirmou que a Rússia está trabalhando no acordo das criptomoedas, cuja vantagem seria o aumento das operações comerciais mundiais.

Mecanismos de financiamento e apoio
O BRICS já tem uma instituição bancária, o Novo Banco de Desenvolvimento, que participa no financiamento de projetos de desenvolvimento sustentável e de infraestrutura nos países do grupo, além do Fundo de Reservas, um mecanismo para apoiar os países integrantes que possam ter problemas com a balança de pagamentos a curto prazo.

Encontro na China
A cúpula do Brics criticou ontem (4) o crescimento do protecionismo e condenou veementemente os recentes testes nucleares realizados pela Coreia do Norte. As críticas constam na declaração final do nono encontro do bloco, em Xiamen, na China, com a presença do presidente do Brasil, Michel Temer. Os cinco países manifestaram "profunda preocupação" com o aumento das tensões relativas à escalada armada.