Mais lidas
Cotidiano

Médico que trabalhou em três municípios ao mesmo tempo é acionado pelo MP

.

Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa
Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa

Um médico que acumulou funções simultaneamente em três cidades é alvo de ação civil pública por improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público do Paraná (MPPR). Segundo o MP, entre junho de 2012 e junho de 2017, ele trabalhou simultaneamente em Carlópolis e Siqueira Campos (norte pioneiro do Paraná), e ainda em Fartura (sul de São Paulo), além de trabalhar em três empresas particulares.

A investigação do MP apontou que a carga horária do médico ultrapassaria 100 horas semanais. “Ante a irregularidade da situação, dada a evidente impossibilidade de cumprimento da jornada de trabalho, configurando a não prestação do serviço para o qual foi contratado pelo poder público e o consequente enriquecimento ilícito, a ação requer a condenação do réu às sanções da Lei de Improbidade, como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa civil”, diz a ação do MP.

Bloqueio de benas
A Promotoria Pública solicitou também o bloqueio dos bens do médico que totalizam aproximadamente R$ 577 mil. A medida foi requerida para garantir o pagamento da multa em caso de condenação.

As informações são do MPPR

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber