Mais lidas
Cotidiano

Casal é preso em flagrante ao tentar aplicar o golpe do bilhete premiado em idosa no PR

.

Estelionatários foram presos em Curitiba. Foto: Assessoria
Estelionatários foram presos em Curitiba. Foto: Assessoria

Um casal (23 e 30 anos) foi preso em flagrante no momento que tentava aplicar o golpe do bilhete premiado contra uma senhora de 75 anos, dentro de uma agência bancária, no bairro Xaxim. O caso está com a Delegacia de Estelionato. Um carro Fiat Brava foi apreendido na ação. 

Assim que a especializada tomou conhecimento dos fatos, uma equipe de investigação se deslocou até a agência bancária, na rua Francisco Derosso e localizou a vítima. “Ao abordarmos a vítima, ela não quis denunciar o casal que já tinha saído do local, mesmo assim, a equipe ficou posicionado na certeza que os suspeitos voltariam para encontrar e finalizar o golpe”, falou a delegada responsável pelo caso, Vanessa Alice. 

Minutos de espera, o casal retornou ao local para encontrar a vítima, foi onde a equipe policial realizou a abordagem, porém, o casal empreendeu fuga que chegou a atropelar a policial civil e a vítima. “Eles colocaram em risco a vida de todos os pedestres que estavam na calçada ao fugir do local”, ressaltou a autoridade policial. 

Após uma perseguição policial de cinco quilômetros, a equipe conseguiu conter os suspeitos que colidiram o veículo (um Fiat Brava, na cor Azul) contra o muro de uma residência, no bairro Boqueirão. 

A dupla alegou que por se tratar de um crime inofensivo, eles não estavam fazendo mal a ninguém, apenas tirando vantagem ao contar uma história triste.

A Polícia acredita que o casal agia há mais de um ano na capital. Ambos não possuem passagem policial. Agora, responderão pelos crimes de estelionato e tentativa de homicídio. Se condenados, poderão pegar mais de sete anos de prisão. 

MODUS OPERANDIS – O golpe do “bilhete premiado”, em que o bandido aborda uma vítima, se apresenta como uma pessoa humilde, com pouca instrução, portando um bilhete num valor milionário e pede orientação sobre o que deve fazer para receber o valor. Em seguida, aparece um de seus comparsas e lhe propõe ajuda – possivelmente para dar uma impressão de segurança para a vítima.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber