Mais lidas
Cotidiano

Comando das polícias debatem sobre indicadores criminais no PR

.

O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, Wagner Mesquita, reuniu o comando das forças de segurança do Estado na manhã desta segunda-feira (28).  Foto: Assessoria
O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, Wagner Mesquita, reuniu o comando das forças de segurança do Estado na manhã desta segunda-feira (28). Foto: Assessoria

O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, Wagner Mesquita, reuniu o comando das forças de segurança do Estado na manhã desta segunda-feira (28). 

Durante o encontro os indicadores criminais do 1º semestre de 2017 foram expostos pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (CAPE). Entre os destaques está a redução do número de crimes patrimoniais (furtos e roubos) em todo o Paraná, assim como a expressiva queda de casos de homicídios. 

A partir daí discutiu-se medidas para manter esta tendência de queda dos índices criminais em todo o Estado do Paraná. Ações coordenadas entre as forças de segurança serão planejadas, além do posicionamento de policiais e viaturas em locais e horários com maior incidência criminal. Estas reuniões serão realizadas a cada três meses, quando a Sesp divulga os dados criminais. 

O secretário Mesquita apresentou os importantes avanços na área da segurança pública como as recentes aquisições de mais de 1.100 novas viaturas e a contratação de mais de 3 mil policiais – totalizando cerca de 11 mil na gestão do governador Beto Richa. 

Mesquita enfatizou ainda a compra de coletes balísticos, armas longas, pistola Glock, e anunciou que já está tramitando no Exército o pedido de aquisição de mais 3 mil unidades da pistola austríaca para equipar as unidades das Polícias Militar e Civil.

Além do comando da Polícia Militar e Civil, a reunião contou com a presença do secretário da Casa Militar, Coronel Elio de Oliveira e representantes do Departamento Penitenciário, Corpo de Bombeiros, Polícia Científica e Departamento de Inteligência.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber