Cotidiano

Relógio atômico vai apurar se o tempo passa mais rápido fora da Terra

Da Redação ·
Relógio atômico com base em hidrogênio vai apurar a teoria de que o tempo não é estático no espaço - Foto: Vix
Relógio atômico com base em hidrogênio vai apurar a teoria de que o tempo não é estático no espaço - Foto: Vix

Pesquisadores russos lançaram para fora da atmosfera um relógio atômico com base em hidrogênio para atestar a teoria que o tempo não é estático no espaço. Segundo os cientistas, o tempo na Estação Espacial Internacional está passando mais rapidamente do que fora dela.

continua após publicidade

Os especialistas russos acreditam que ao nos afastarmos do nosso planeta, o tempo passa mais rapidamente. Em contrapartida, junto a objetos grandes essa passagem seria mais lenta. Como exemplo eles citaram a proximidade com buracos negros, onde o tempo seria praticamente estático.

Os astrofísicos supõem que a gravitação e a energia escura influenciam o tempo, e é a energia escura que faz o Universo se expandir, conforme o Gazetadaily.ru.

continua após publicidade

Caso os cientistas comprovem que o tempo é uma grandeza física e não abstrata, este material poderia ser utilizado para a construção de novos motores espaciais.

Portais espaciais?
Astrofísicos norte-americanos já haviam anunciado anteriormente a suposta existência de portais espaciais que permitiriam efetuar deslocamentos no tempo, mas ainda não há comprovação científica efetiva sobre essa possibilidade.