Cotidiano

Dez menores são flagrados bebendo vodca dentro de sala de aula em colégio público

.

 Caso de alunos adolescenetes flagrados com vodka ocorreu no Colégio Estadual João de Faria Pioli - Foto: RPC/Reprodução
Caso de alunos adolescenetes flagrados com vodka ocorreu no Colégio Estadual João de Faria Pioli - Foto: RPC/Reprodução

A Patrulha Escolar da PM e o Conselho Tutelar dos Direitos da Criança do Adolescente se mobilizaram ontem (9) depois que dez alunos do Colégio Estadual João de Faria Pioli, de Maringá, no norte do Paraná, foram flagrados bebendo vodca dentro de sala de aula.

Segundo a Patrulha Escolar, outros estudantes perceberam que o grupo estava alcoolizado e avisaram a direção da escola.

Rótulo de água mineral
A bebida estava dentro de duas garrafas de plástico com rótulo de água mineral, escondidas em mochilas, detalhou o Conselho. O conselheiro Jesiel Carrara afirma que duas meninas compraram a vodca em um bar próximo à escola. Ele acrescentou que os alunos envolvidos têm entre 12 e 14 anos. 

O proprietário do estabelecimento que vendeu a bebida para as menores, já identificado pelo Conselho, pode ser multado em até R$ 3 mil e pegar pena de dois a quatro anos de prisão, de acordo com o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Trabalho pedagógico, sem suspensão
Carrara informa ainda que os alunos não serão suspensos pela escola. "A direção vai realizar um trabalho pedagógico e de acompanhamento desses estudantes", diz.

Um boletim de ocorrência foi registrado pela PM e a direção do colégio convocou os pais dos adolescentes para tratar sobre a situação