Cotidiano

Depois de ofertar passagens em preços promocionais para Paris, companhia aérea volta atrás e cancela bilhetes

Da Redação ·
Os compradores estão indignados com a 'Air Europa' pela postura. (Foto: Reprodução)
Os compradores estão indignados com a 'Air Europa' pela postura. (Foto: Reprodução)

Na última semana que se passou, mais precisamente na quarta-feira (19), a companhia aérea Air Europa lançou uma promoção onde vendia passagens do trecho São Paulo - Paris, por preços abaixo dos ofertados normalmente por outras companhias aéreas. A oferta foi disseminada em vários portais e aplicativos especializados em passagens aéreas em toda o país. Como não poderia ser diferente o número de passagens compradas foi muito alto, fazendo com que outros trechos do Brasil fossem abertos com destino a capital francesa pela própria companhia.

continua após publicidade

Porém, cerca de dois dias depois, já na sexta-feira (21) centenas de clientes que adquiriram as passagens começaram a borbulhar comentários para os sites que venderam as passagens pela companhia, dizendo que seus bilhetes haviam sido cancelados. Muitos tentavam marcar o assento para garantir e se deparavam com as mensagens de erro solicitando que o mesmo entrasse em contato com o serviço de atendimento ao cliente.

Por meio de uma nota oficial a companhia se manifestou dizendo que fora cometido um 'erro grosseiro no sistema' que acabou por bugar os valores que apareciam para a compra. De acordo com o divulgado pela empresa, tais valores eram substancialmente inferiores aos que geralmente são ofertados por eles.

continua após publicidade
Depois de ofertar passagens em preços promocionais para Paris, companhia aérea volta atrás e cancela bilhetes fonte: Reprodução

Ao se deparar com tal comunicado, sites especializados em passagens aéreas e outros blogs do gênero disseram que a Air Europa já é bastante conhecida pelos voos realizados do Nordeste brasileiro para a Europa, e que já disponibilizou, por diversas vezes, tarifas tão baratas quanto as que foram ofertadas no último dia 19. Segundo o que está sendo divulgado nas redes sociais e em outros locais da internet, a Air Europa pelo visto terá de arcar com advogados e custos processuais, pois, inúmeros clientes não querem apenas o reembolso garantido por eles, mas uma retratação judicial que pode incluir desde danos morais até mesmo novas viagens bancadas pela companhia.

GRUPOS DE FACEBOOK E WHATSAPP FORAM CRIADOS PELOS LESADOS

Como as passagens eram de alguns pontos do país apenas, várias pessoas que programaram suas viagens para locais distantes de sua cidade, acabaram ainda tendo gastos extras ao comprar bilhetes para chegarem aos pontos escolhidos, como o caso do empresário Luiz Oliveira, que comprou suas passagens na última quarta-feira para finalmente conhecer a cidade luz. "Marcamos a viagem para o ano que vem para dar tempo de planejar tudo com bastante antecedência. Jamais imaginei que poderia acontecer algo do tipo."

continua após publicidade

O empresário só percebeu que seu voo foi cancelado quando tentou marcar assentos e não conseguiu. "Quando saiu a promoção, recebi um alerta de um aplicativo no celular. Corri e comprei, o valor foi aprovado e deixei para marcar os assentos no dia seguinte, quando fui abrir minha conta não consegui. Fui até o site da Air Europa e apareceu a mensagem de que o número do meu bilhete que já estava emitido, não tinha registro no sistema deles. Aí comecei a pesquisar na internet e me deparei com outros casos como o meu."

O grupo criado pelos usuários dos aplicativos que receberam tais ofertas estão se unindo. Vários deles formaram grupos de Facebook e também de WhatsApp para trocar informações e até mesmos exemplos de processos a serem seguidos para enfim responsabilizar a empresa Air Europa pelo não cumprimento das passagens.

Depois de ofertar passagens em preços promocionais para Paris, companhia aérea volta atrás e cancela bilhetes fonte: Reprodução

De acordo com Luiz, que está integrando dois desses grupos ele e ao menos 90% dos outros lesionados irão recorrer a justiça por danos morais. "O mínimo que eu mereço é ter uma viagem, que eu já estava planejando, e não apenas o valor pago. Eles incutiram em mim e na minha namorada o sonho de finalmente irmos a Paris, e tirar isso de nós sem mais nem menos, não tem justificativa.", explica ele.

Os valores pagos pelo empresário foram pouco mais de R$2.200 pelos dois bilhetes. "Como ainda não recebi nenhum e-mail oficialmente da companhia, nem do site que utilizei para comprar os bilhetes, vou aguardar. Mas assim que confirmar, com certeza vou querer realizar a viagem e não o reembolso.", finaliza ele.