Mais lidas
Cotidiano

Cientistas dos EUA estimam que 887 asteroides vão se aproximar da Terra ainda em 2017

.

Ilustração de corpos celestes passando relativamente perto da Terra Foto: NASA
Ilustração de corpos celestes passando relativamente perto da Terra Foto: NASA

Pesquisadores do Observatório Astrofísico Smithsonian (SAO), em Massachusetts, nos Estados Unidos, analisaram o deslocamento de milhares de corpos celestes e concluíram que 887 asteroides vão passar a uma distância relativamente próxima da Terra ainda em 2017. A probabilidade de colisão com o Planeta Azul, no entanto, é muito pequena, mas os astrônomos continuam monitorando a situação no espaço.

De acordo com os cientistas, atualmente mais de 16 mil corpos celestes são classificados como potencialmente perigosos para a Terra. Os pesquisadores explicam que asteroides "potencialmente perigosos" são aqueles que vão passar a uma distância que não ultrapasse a distância da Terra à Lua em mais de 20 vezes.

Foto: NASA / JPL-Caltech

Tecnologia para proteger o nosso planeta
Recentemente a NASA (agência espacial norte-americana) anunciou que vai testar de uma tecnologia para proteger o nosso planeta da colisão com objetos vindos do espaço sideral

Trata de um sistema de defesa planetária que vai desviar a trajetória do voo de asteroides usando choque cinético. O sistema será experimentado com o asteroide Didymos que passará perto da Terra em 2022 e 2024. Veja simulação no vídeo abaixo.


×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber