Cotidiano

As cidades mais congestionadas do mundo 

Da Redação ·
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Com o conforto de poder nos locomover para onde quisermos seja com nosso próprio veículo ou se utilizando de serviços como Uber ou táxi era de se esperar que com o passar dos anos congestionamentos fossem normais nas mais diversas cidades do mundo. Algumas exceções levam muito a sério o uso da palavra “caos”, tornando um verdadeiro pesadelo para os motoristas.

continua após publicidade

Fizemos uma lista das cidades que possuem um trânsito que, talvez, coloque no chinelo a sua cidade. Dá uma olhada.

Cidade do México (México)
Com mais de 8 milhões de habitantes, a Cidade do México é uma das mais populosas do mundo. Não poderia ser diferente no trânsito. Motoristas estressados, muita buzina, carros cortando sua frente torna essa cidade umas das complicadas de se dirigir em todo o mundo. 

continua após publicidade


Istambul (Turquia)
É a maior cidade turca e umas das maiores do mundo. Com mais de 13 milhões de habitantes em sua região metropolitana, Istambul apresenta um trânsito no mínimo caótico.


Rio de Janeiro (Brasil)
Não poderíamos ficar de fora da lista, não é? O trânsito do Rio não é um verdadeiro teste para cardíaco. Com mais de 6 milhões de habitantes é tranquilamente considerada uma cidade com maior número de congestionamento do mundo.


Los Angeles (Estados Unidos)
Exemplo para o mundo em tecnologia e inovações parece estranho uma cidade americana, que tem uma das maiores rendas per-capita do mundo estar presente nessa lista. Los Angeles, com seus mais de 3 milhões de habitantes, entre elas diversas celebridades, e seus diversos pontos turísticos famosíssimos pode se orgulhar (ou não) de ter um dos trânsitos mais complicados do mundo.


Moscou (Rússia)
Famosos por suas maluquices os Russos entram nessa lista com mérito. Congestionamentos e algumas barbeiragens fazem parte do cotidiano de quem mora em Moscou, cidade com mais de 11 milhões de habitantes. Haja paciência pra ir trabalhar todo dia nesse transito.