Cotidiano

Conheça a Mioclonia Noturna, o distúrbio que te faz 'cair' enquanto dorme

.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma em cada três pessoas já acordou com a sensação de queda minutos após pegar no sono, ou até mesmo durante a madrugada. A sensação de queda é inevitavelmente desesperadora, acordamos assustados nos remexendo e muitas vezes acordando quem está ao nosso lado. Essa síndrome que nos faz sofrer com tais sensações, chama-se Mioclonia Noturna.

Assim que despertamos após sentirmos a temida queda imediatamente nos damos conta de que se trata apenas de espasmos, pois, na maioria das vezes, nem sequer lembramos se estávamos ou não sonhando de fato. É exatamente disso que se trata a Mioclonia Noturna, ou Movimentos Periódicos dos Membros, espasmos involuntários que ocorrem no momento em que não estamos totalmente adormecidos.

Apesar de parecer algo a ser investigado, os especialistas garantem que a Mioclonia não é algo que para se preocupar, dado ao fato de que esses movimentos seriam uma reação normal e inofensiva, sendo estímulos provocados naturalmente pelo próprio indivíduo, caso ela venha a ocorrer apenas em períodos noturnos.

Foto: Reprodução


Ainda de acordo com pesquisas realizadas pela European Sleep Research Society, na Inglaterra, acredita-se que, conforme o corpo vai adormecendo, o sistema nervoso começa a produzir pequenos períodos de REM - Rapid Eye Movement (movimento rápido dos olhos, em tradução literal), uma fase do sono na qual ocorrem os sonhos mais vívidos, ocasionando o relaxamento dos músculos, assim as sensações são similares as de um estágio mais profundo de adormecimento.

Porém, se os casos forem recorrentes e também diurnos, com uma frequência que atrapalhe as atividades diárias, é necessário procurar um especialista. A Mioclonia pode ser a indicação para doenças do sistema nervoso muito mais sérias como, por exemplo, o Mal de Parkinson e Alzheimer, bem como existe a possível ligação da doença com alguns quadros severos de convulsões.