Cotidiano

Pai viraliza na internet por fantasiar a cadeira de rodas do filho todos os anos no Halloween

.

Foto: Ryan Scott Miller
Foto: Ryan Scott Miller

Quando você torna-se pai, acaba se tornando responsável pela vida de um ser totalmente dependente de você, então  tudo se transforma e aquilo que se faz ou fala, ou até mesmo pensa, acaba girando em torno da vida que você gerou. No caso de Ryan Scott Miller um gerente de TI em San Diego, na Califórnia, EUA, é exatamente assim. Desde que Jeremy nasceu, sua vida está em função das necessidades especiais de seu filho.

O pequeno Jeremy de apenas 9 anos, sofre com uma deficiência chamada espinha bífida, onde algumas vértebras de sua medula espinhal não se fundiram, o que ocasionou uma paralisia que faz com que o menino use cadeira de rodas para se locomover. Porém Ryan jamais viu limitações nos problemas do filho, apenas uma alternativa para que ele tenha sempre as melhores fantasias de halloween do bairro.

Desde 2010 o gerente em TI customiza a pequena cadeira de rodas para que o menino possa se divertir com as outras crianças. A sua primeira ideia foi o sonho e também a fantasia ideal de todos os garotos da mesma idade de seu filho, o super herói dos quadrinhos Batman, com um grande diferencial, apenas Jeremy possuía o BatMobile, causando a sensação na vizinhaça. 

Em 2010, o menino foi a parou o bairro. (Foto: Ryan Scott Miller)


Em 2015, a ideia foi um pouco mais tecnológica. O pai decidiu que ele seria um Jedi, mas não apenas com um sabre de luz, mas com sua própria nave combatente da força das estrelas que contava com ‘armas’ que disparavam Nerfs brilhantes e ainda batiam as asas, o menino ficou tão emocionado que esqueceu até mesmo de sorrir para as fotos. "Ele ama a franquia de ‘Star Wars’. Na verdade, seu personagem preferido sempre foi o Darth Vader, inclusive foi essa sua fantasia em 2011, mas quando ele descobriu que esse era o lado negro da força, ficou devastado. “, comenta Ryan.

O menino já se fantasiou também de Capitão América. (Foto: Ryan Scott Miller)


Já a do ano passado chamou ainda mais a atenção por aproveitar o lançamento do novo formato do filme Ghostbusters (Os Caça-Fantasmas). A releitura do clássico de 1984, proporcionou a Ryan a ideia de fazer de Jeremy um verdadeiro caça-fantasma com seu modelo próprio da Ecto-1, o famoso veículo que transportou os caçadores nas telonas, com direito a sirene, barbatanas e até mesmo a logo da marca. “Ele adorou, disse inclusive que não tem medo de fantasmas, que poderia perseguir um a qualquer momento. ”, diverte-se o pai.

Foto: Ryan Scott Miller


Jeremy, que segundo Ryan também é um grande fã "Ghostbusters", já viu os três filmes e assiste a série de desenhos animados. O pequeno ficou muito entusiasmado ao descobrir que nas séries animadas "Extreme Ghostbusters " de 1997 eles possuem um personagem principal paraplégico que utiliza-se de uma cadeira de rodas, igual a ele para se locomover. 

Foto: Ryan Scott Miller


Além de chamarem a atenção dos vizinhos, pai e filho foram convidados para participar da festa anual do Dia das Bruxas do hospital infantil Rady em San Diego, para que outras crianças pudessem ver sua fantasia. “Ver esses sorrisos nos rostos dessas crianças me alegra muito, pois, nós sentimos na pele as duras experiências de ter de tratar um filho. “, diz Ryan, que ainda não decidiu a fantasia de 2017. “Provavelmente será algo épico, pois, Jeremy merece. ” finalizou emocionado.