Cotidiano

Dinheiro arrecadado para menino com testa tatuada foi golpe? Entenda

Da Redação ·
Foto: Reprodução site 'Vakinha'
Foto: Reprodução site 'Vakinha'

Após toda a comoção em trono do caso do menino que teve a testa tatuada em São Bernardo do Campo, várias notícias foram veiculadas em grandes mídias nacionais sobre os desdobramentos do caso.

continua após publicidade

Dentre elas, a que mais vem chamando a atenção de todo o público em especial nas redes sociais, é o fato de ter sido organizada uma “Vaquinha” online para a arrecadação de dinheiro para que a tatuagem seja removida da fronte do garoto. O coletivo Afroguerrilha é o responsável pela ação que já arrecadou quase R$20 mil em menos de dois dias.

Porém pouco se sabia sobre os autores da vaquinha. Saiu há pouco entre as redes sociais uma notícia de que a famigerada arrecadação teria sido um golpe de um estelionatário de São Bernardo que nem sequer conhece a vítima. A reportagem chega a citar que a família do rapaz deu a declaração a CNN TV, dizendo que empresários que não queriam se identificar pagariam pela remoção da escrita.

continua após publicidade

A notícia gerou comentários ofensivos a quem ajudou financeiramente a iniciativa do coletivo. O responsável pela vaquinha que não quis se identificar por medo de represálias, garante que o fundo será revertido totalmente para a família do menino que é criado pela avó. “Ficamos tristes com a veiculação de mentiras como essa. Nós o conhecemos desde que ele era criança. ”, continua ele. “Estamos indignados pelo fato do menino ser torturado. Ele vai precisar de tratamento psicológico, queremos que ele se recupere, foi pra isso que criamos a vaquinha. ”, finaliza o rapaz.