Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Como os gatos se tornaram animais solitários através de sua evolução

.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Não é segredo para ninguém que gatos são uma grande exceção a regra nas cadeias evolutivas. O maior diferencial dos felinos para até mesmo outras espécies de felinos é a preferencia pela solidão.

Quem tem gato sabe muito bem como o bichano pode vir a ser territorialista e raramente se dar bem com outro gato. Mas a explicação é dada evolutivamente. Enquanto outras espécies foram crescendo com a mentalidade de preservação se unindo para evitarem serem presas fáceis, os gatos simplesmente ignoraram esse fator evolutivo e começaram um processo de auto domesticação, alheios aos outros bandos.

Todos os gatos são descendentes do gato-do-mato, ou gato selvagem do Oriente Médio. Os gatos selvagens tinham por instinto a caça e adentravam as tendas dos humanos para caçar ratos, sem qualquer tipo de coação dos humanos ou chamados para realizarem a tarefa, eles se aproximavam e acabavam por se auto domesticar para comer. Havia então uma troca de serviços entre gatos e humanos, o que deu inicio a essa relação de cooperação mutua.

Segundo Dennis Turner, especialista em comportamento animal no Instituto de Etologia Aplicada e Psicologia Animal em Horgen, Suíça, os gatos são altamente independentes por uma questão de evolução, só se aproximando dos humanos quando eles querem, bem como de outros animais ou até mesmo outros gatos, lembrando que sempre haverá o conflito nessa relação.

Apesar de não serem animais que gostem de andar em bandos, estudos demonstram que quando gatos estão aglomerados em espaços fechados, acabam se obrigando a se aturar. E o mesmo principio ocorreu com os humanos e seus felinos. É preciso dizer que os gatos domésticos trilharam um longo caminho a partir de seus ancestrais até aqui em termos de tolerar a companhia um do outro, segundo estudo.

De acordo com Monique Udell, bióloga da Universidade de Oregon, os gatos que apresentam resistência à domesticação, são os mais ligados aos anos de seleção natural de sua cadeia evolutiva. “A domesticação difícil ou a afinidade que um gato demonstra está profundamente ligado ao circuito neural. Portanto, parece pouco possível deixar para trás anos de seleção natural.”, finaliza ela para a BBC.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber