Mais lidas
Cotidiano

Youtuber diz que foi forçada a fazer filmes pornográficos

.

Kurumin Aroma. (Foto: The Guardian)
Kurumin Aroma. (Foto: The Guardian)

Uma mulher relatou que foi forçada a trabalhar na industria pornográfica após ser enganada acreditando estar sendo selecionada para atuar como modelo. A japonesa Kurumin Aroma, que atualmente trabalha como youtuber no Japão, disse que esperava que sua carreira como celebridade pudesse decolar trabalhando como modelo.

A agência apresentou a Aroma um contrato em que exigia que ele tivesse que ficar nua e levantou a possibilidade para a youtuber de fazer filmes pornográficos. "Foi a primeira vez que ouvi falar de nudez", disse ela ao The Guardian. 

Kurumin Aroma. (Foto: Reprodução/YouTube)


A youtuber afirma que depois de várias reuniões, onde teria sido ofendida constantemente por diretores que exigiam que participasse de filmes adultos ela se sentiu obrigada a ceder. "Eu chorei, mas me senti sob muita pressão para dizer sim, então eu concordei."

Aroma conseguiu abandonar a industria de filmes adultos e atualmente se dedica ao seu canal no YouTube, com mais de 15 mil inscritos. Ela afirmou ao jornal britânico que finalmente se sente confortável ao saber que esta no controle do seu corpo e de sua carreira.

"Na época eu me sentia responsável pelo que aconteceu comigo, por isso falar me ajudou a perceber que eu não sou o culpado", disse ela.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber