Cotidiano

Coreia do Norte denuncia plano da CIA para matar Kim Jong-un com arma química

Da Redação ·
Foto sem data cedida pela Agência de Notícias Oficial da Coreia do Norte (KCNA) em 5 de maio de 2017 mostra o líder norte-coreano, Kim Jong-un, na ilha Jangjae - KCNA
Foto sem data cedida pela Agência de Notícias Oficial da Coreia do Norte (KCNA) em 5 de maio de 2017 mostra o líder norte-coreano, Kim Jong-un, na ilha Jangjae - KCNA

O governo norte-coreano denunciou há pouco uma suposta tentativa de assassinato contra olíder do país Kim Jong-un por agentes da CIA, agência norte-americana de inteligência. 

continua após publicidade

Conforme matéria do jornal britânico The Sun, o governo de inteligência sul-coreano também participou do complô. Segundo o governo de Pyongyang, as inteligências dos dois países usariam arma química contra Kim em uma cerimônia na capital da Coreia do Norte

"Vamos encontrar e eliminar sem piedade todos os terroristas da CIA norte-americana e do serviço nacional de inteligência sul-coreano que ameaçam à dignidade do líder supremo da República Popular Democrática da Coreia", advertiu Pyongyang. A Casa Branca ainda não emitiu nenhum comunicado sobre a acusação.

continua após publicidade
Coreia do Norte denuncia plano da CIA para matar Kim Jong-un com arma química fonte: Reprodução

Kim acena para multidões durante o evento onde ele foi supostamente alvo de atentado
IMAGEM: GETTY IMAGENS

As tensões entre Washington e Pyongyang aumentaram depois de que o presidente do EUA, Donald, Trump prometer em janeiro não deixar Coreia do Norte desenvolver uma arma nuclearcapaz de atingir os EUA. Já as autoridades norte-coreanas qualificam as ações dos EUA, incluindo o reforço da presença militar na região, como "intimidação e chantagem".

Com informações do The Sun