Mais lidas
Cotidiano

Modelo tira foto nua em monte sagrado na Nova Zelândia

.

Foto: Reprodução / Instagram
Foto: Reprodução / Instagram

Uma modelo de 25 anos, da Playboy, causou uma enorme polêmica ao subir no topo de uma montanha sagrada na Nova Zelândia e tirar uma fotografia nua. Jaylene Cook, postou a foto em todas as suas mídias sociais, causando espanto e revolta nos moradores da comunidade maori local.

Membros da comunidade dizem que a modelo desrespeitou o que pra eles seria um local sagrado. Já seu parceiro  Josh Shaw, que é fotógrafo e fez a imagem, disse que ele e Jaylene pesquisaram muito antes de subir a montanha e fazer a foto, os dois caminharam por cerca de 7 horas até chegar no cume do monte Taranaki.

A modelo afirmou ao portal Stuff da Nova Zelândia, que a foto não teve o intuito de desrespeitar a cultura local. "A foto fala sobre liberdade, uma imagem pura e natural, ela não é grosseira ou explícita." justificando o fato de ter tirado sua roupa, Jaylene complementa dizendo que estar nu não é algo ofensivo. "Nem chegamos a subir ao ponto mais alto do monte, justamente para não sermos desrespeitosos com as tradições locais." finaliza ela.


Para Dennis Ngawhare, porta-voz da comunidade maori, disse que toda a comunidade se sentiu ofendida. "Aceitamos que as pessoas subam o monte, mas não que o desrespeitam. Parentes meus ficaram muito chateados com o ocorrido." completou Ngawhare.

O monte Taranaki é considerado sagrado há séculos para os nativos, com um enorme significado espiritual, localizada na Ilha do Norte, a altura de seu cume é de 8,300 pés, ele era chamado de Monte Egmont pelo Capitão Cook, em 1770, tendo um significado tão forte para seu povo que é possível achar no site do governo um aviso pedindo por respeito ao monte.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber