Cotidiano

Modelo tira foto nua em monte sagrado na Nova Zelândia

Da Redação ·
Foto: Reprodução / Instagram
Foto: Reprodução / Instagram

Uma modelo de 25 anos, da Playboy, causou uma enorme polêmica ao subir no topo de uma montanha sagrada na Nova Zelândia e tirar uma fotografia nua. Jaylene Cook, postou a foto em todas as suas mídias sociais, causando espanto e revolta nos moradores da comunidade maori local.

continua após publicidade

Membros da comunidade dizem que a modelo desrespeitou o que pra eles seria um local sagrado. Já seu parceiro  Josh Shaw, que é fotógrafo e fez a imagem, disse que ele e Jaylene pesquisaram muito antes de subir a montanha e fazer a foto, os dois caminharam por cerca de 7 horas até chegar no cume do monte Taranaki.

A modelo afirmou ao portal Stuff da Nova Zelândia, que a foto não teve o intuito de desrespeitar a cultura local. "A foto fala sobre liberdade, uma imagem pura e natural, ela não é grosseira ou explícita." justificando o fato de ter tirado sua roupa, Jaylene complementa dizendo que estar nu não é algo ofensivo. "Nem chegamos a subir ao ponto mais alto do monte, justamente para não sermos desrespeitosos com as tradições locais." finaliza ela.

continua após publicidade
Modelo tira foto nua em monte sagrado na Nova Zelândia fonte: Reprodução

Para Dennis Ngawhare, porta-voz da comunidade maori, disse que toda a comunidade se sentiu ofendida. "Aceitamos que as pessoas subam o monte, mas não que o desrespeitam. Parentes meus ficaram muito chateados com o ocorrido." completou Ngawhare.

O monte Taranaki é considerado sagrado há séculos para os nativos, com um enorme significado espiritual, localizada na Ilha do Norte, a altura de seu cume é de 8,300 pés, ele era chamado de Monte Egmont pelo Capitão Cook, em 1770, tendo um significado tão forte para seu povo que é possível achar no site do governo um aviso pedindo por respeito ao monte.