Mais lidas
Cotidiano

Físicos canadenses criam fórmula matemática da 'máquina do tempo'

.

Cientistas afirmam que, matematicamente, viagem no tempo é possível - Foto - sciencealert.com
Cientistas afirmam que, matematicamente, viagem no tempo é possível - Foto - sciencealert.com

Um grupo de físicos da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, elaborou a fórmula matemática segundo a qual pode ser construída a máquina do tempo.

De acordo com o portal ScienceAlert, tal máquina terá a forma de uma caixa que circula no tempo e no espaço. Em tais condições, o objeto dentro da caixa vai conseguir também viajar no tempo, ou seja, visitar o futuro ou o passado. Conforme os cientistas, o problema para a construção de tal máquina é a falta dos materiais necessários. 

"As pessoas pensam que a viagem no tempo é uma  ficção e tendemos a supor que não é possível porque não o fazemos. Mas, matematicamente, é possível", diz o físico e matemático Ben Tippett da Universidade da Colúmbia Britânica no Canadá. O modelo baseia-se na ideia de que, em vez de olhar para o Universo em três dimensões espaciais, com a quarta dimensão (tempo) separada, devemos imaginar essas quatro dimensões simultaneamente. 

O modelo baseia-se na ideia de que, em vez de olhar para o Universo em três dimensões espaciais, com a quarta dimensão (tempo) separada, devemos imaginar essas quatro dimensões simultaneamente. Isso nos permite considerar a possibilidade de um continuum espaço-tempo, onde diferentes direções no espaço e no tempo estão todas conectadas dentro do tecido curvo do Universo.

Teoria de relatividade
A teoria da relatividade de Einstein liga os efeitos gravitacionais no Universo a uma curvatura do espaço-tempo - o fenômeno que se acredita estar por trás das órbitas elípticas de planetas e estrelas. Com o objetivo de aproveitar esta propriedade teórica,  os físicos propõem criar um tipo de "bolha geométrica" que se move ao longo de uma trajetória circular, acausal através do espaço-tempo. 

Ilustração mostra passageiro dentro da máquina (bolha) do tempo (A), e um observador externo ao lado  (B) - Imagem - ScienceAlert

Velocidade da luz
Se esta bolha conseguir atingir velocidades maiores do que a velocidade da luz - algo que os cientistas afirmam ser matematicamente possível - isso permitiria que ela se movesse no tempo. "É uma caixa que viaja 'para a frente' e depois 'para trás' no tempo ao longo de um caminho circular pelo espaço-tempo", detalham os pesquisadores.

Materiais
Antes de iniciar a construção de tal equipamento, no entanto, terão de ser criados materiais que possam alterar as condições espaço- tempo. Mas os cientistas estimam que isso não deve demorar muito, estimam os cientistas.

Com informações dos portais iopscience e ScienceAlert

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber