Mais lidas
Cotidiano

Você sabia que existem bombas nucleares perdidas no mar?

.

Foto: Ilustração
Foto: Ilustração

Com as constantes ameaças por parte da Coreia do Norte sobre as bombas de destruição em massa, é impossível deixar de pensar nas bombas nucleares e seus resultados catastróficos para o planeta e consequentemente para a humanidade.

É um assunto que volta e meia surge com uma certa desconfiança, mas o certo é que existem bombas nucleares perdidas no mar, pelo menos é o que o Greenpeace afirma. Já no ano de 1989 um relatório divulgado pela organização não governamental, mostrava com documentos do exército do Estados Unidos, que 60 bombas nucleares jaziam abandonadas no fundo dos oceanos. 

No entanto, esse número poderia chegar a 92 casos de bombas perdidas no mar, segundo relatos não-oficiais.O relatório divulgado pelo Greenpeace foi realizado pelo cientista político Joshua Handler, especialista em armas nucleares da Universidade de Princeton, dos Estados Unidos. As bombas nucleares são heranças de acidentes com navios ou aviões, ocorridos durante a Guerra Fria.

Alguns desses artefatos podem ainda representar algum perigo para a humanidade. Segundo o Greenpeace, a alta pressão e a corrosão que acontecem no fundo do mar podem fazer com que o urânio ou o plutônio enriquecido vazem para o meio ambiente, poluindo a costa, causando a morte de muitas espécies marinhas e gerando, até mesmo, uma série de chuvas radioativas que poderiam contaminar várias regiões do globo.

Algumas dessas bombas nucleares podem estar nos oceanos dos Estados Unidos e da Groelândia.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber