Cotidiano

Sonda da NASA faz imagens da Terra entre os anéis de Saturno

Da Redação ·
  Gráfico mostra rota de vôo da Cassini durante as duas fases finais de sua missão -Crédito: NASA / JPL-Caltech / Instituto de Ciência Espacial
Gráfico mostra rota de vôo da Cassini durante as duas fases finais de sua missão -Crédito: NASA / JPL-Caltech / Instituto de Ciência Espacial

A sonda Cassini, da NASA, se prepara para sua missão final, após 13 anos coletando informações sobre o Planeta dos Anéis e suas luas. A espaçonave, já quase sem combustível, fará no domingo (23) uma última aproximação com Titã, e depois vai ser redirecionada para uma órbita que finalmente a levará a um mergulho sem volta na atmosfera de Saturno, previsto para setembro. 

continua após publicidade

Sonda da NASA faz imagens da Terra entre os anéis de Saturno fonte: Reprodução

Até lá, o equipamento lançado em outubro de 1997 prosseguirá enviado informações, como as belas imagens divulgadas na quinta-feira (20) pela NASA, mostrando a Terra, vista entre os anéis de Saturno.

continua após publicidade

Distância
A 1,4 bilhão de quilômetros, o nosso planeta aparece apenas como um minúsculo ponto branco. Mas apesar da distância, a Terra continua visível. A fotografia foi tirada no dia 12 de abril, às 2h41min. Naquele momento, o Atlântico Sul estava voltado em direção à Cassini. Na imagem aproximada, é possível ver até mesmo a Lua. 

Sonda da NASA faz imagens da Terra entre os anéis de Saturno fonte: Reprodução

Parceria
missão Cassini-Huygens é realizada pela NASA, em parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Italiana. A sonda foi lançada no dia 15 de outubro de 1997 e, após uma viagem de quase sete anos e sobrevoos em Vênus e Júpiter, entrou na órbita de Saturno. Em 2005, o maior feito: a sonda Huygens se desacoplou da Cassini e pousou em Titã.

continua após publicidade

Sonda da NASA faz imagens da Terra entre os anéis de Saturno fonte: Reprodução

Sonda da NASA faz imagens da Terra entre os anéis de Saturno fonte: Reprodução


As informações são do portal jpl.nasa.gov