Cotidiano

Google lança sistema que comprova veracidade de notícias 

Da Redação ·
Google anunciou o lançamento de um novo recurso em seu mecanismo de busca - Foto: Google
Google anunciou o lançamento de um novo recurso em seu mecanismo de busca - Foto: Google

Google anunciou o lançamento de um novo recurso em seu mecanismo de busca: um sistema que informa aos usuários se a informação é verdadeira ou se os fatos são falsos, inventados ou contraditórios.

continua após publicidade

Conforme comunicado divulgado à imprensa, a cada minuto  milhares de novos materiais aparecem na web, o que aumenta a necessidade de checar a veracidade do material.

"Infelizmente, nem todos os materiais são precisos e não temos nenhuma evidência factual, o que torna difícil para as pessoas diferenciar entre a verdade e a mentira", detalha o comunicado. 

continua após publicidade

Após ter sido testado nos EUA e Reino Unido, o Google lançou o sistema globalmente, incluindo todas as notícias dentro do sistema Google News em diversas línguas.

O funcionamento
A verificação de dados on-line funciona da seguinte forma: após realizar uma pesquisa no Google, o usuário encontrará uma avaliação das informações feitas por jornalistas ou organizações especializadas. Desta forma, o usuário poderá verificar se a história é verdadeira, falsa, provável, plausível ou implausível. 

O Google salientou que a verificação das informações é realizada por empresas de fora do motor de busca, portanto, um único artigo pode ter diferentes avaliações.

continua após publicidade

A empresa acrescenta ainda que a novidade permitirá aos usuários a tomada de decisões mais equilibradas em relação a fontes de informações que consultam.

Google lança sistema que comprova veracidade de notícias  fonte: Reprodução

Opinião fundamentada
"Ao tornar a comprovação dos dados mais visível para os usuários, esperamos que as pessoas possam analisar e avaliar facilmente essa verificação de dados, formando uma opinião própria e fundamentada", ressalta o Google.

continua após publicidade

Foi informado também que mais de 115 organizações já aderiram à proposta.  A empresa alegou que, se um usuário ou uma organização não concordar com a análise de um material divulgado pode entrar em contato com a fonte que classificou o fato como falos ou verdadeiro.

Medidas
Ao usar o sistema de forma injusta, o Google pode adotar medidas contra a organização que viole as regras, e até mesmo reprovar o sistema.

As informações são do Daily Mail