Mais lidas
Cotidiano

NASA divulga imagem de Júpiter que revela mancha misteriosa no planeta gigante

.

Imagem realçada de misteriosa mancha escura em Júpiter Créditos: NASA / JPL-Caltech / SwRI / MSSS / Roman Tkachenko - Foto: NASA/Reprodução
Imagem realçada de misteriosa mancha escura em Júpiter Créditos: NASA / JPL-Caltech / SwRI / MSSS / Roman Tkachenko - Foto: NASA/Reprodução

A sonda da NASA Juno, que custa 1 bilhão de dólares (R$ 3,124 bilhões) e realiza missão espacial perto de Júpiter, tem transmitido para a Terra imagens incríveis do maior planeta do nosso Sistema Solar. A Juno completou seu quinto voo próximo a Júpiter e, de acordo com os especialistas da NASA, eles estão aprendendo cada vez mais sobre o Planeta Gigante com cada novo voo. Em imagens recentes os astrônomos detectaram uma mancha misteriosa que ainda desafia a compreensão dos cientistas.

"Foi completado o nosso quinto voo em torno de Júpiter durante a missão, e estamos aguardando as novas descobertas que Juno nos vai revelar", afirmou Scott Bolton, principal pesquisador do Instituto de Pesquisa do Sudoeste, situado em San Antonio, Texas.

"Cada vez que nos aproximamos do topo das nuvens de Júpiter, recebemos novos conhecimentos que nos ajudam a entender este planeta gigante. A sonda Juno nos fornece resultados espetaculares e nos faz mudar nosso entendimento do funcionamento do planeta gigante", acrescentou.

 Imagem captada pela sonda espacial Juno da NASA neste ano - Créditos: NASA / JPL-Caltech / SwRI / MSSS / John Landino

"A sonda Juno nos fornece resultados espetaculares e nos faz mudar nosso entendimento do funcionamento do planeta gigante", destacou.

A sonda da NASA percorre o nosso Sistema Solar há cinco anos, tendo começado sua missão em agosto de 2011, e viajou 664 milhões de quilômetros para chegar a Júpiter em junho de 2016. No decurso do voo, a sonda esteve constantemente transmitindo fotos para a Terra. Ela passou os primeiros dois meses após a longa viagem testando instrumentos e baixando sua órbita e transmitiu os primeiros dados científicos somente no fim de agosto.

As missões da sonda Juno são muito variadas, mas seu objetivo principal é aprender mais sobre a atmosfera, núcleo e campos magnéticos e gravitacionais de Júpiter. Até agora, Juno tem tirado fotos dos polos de Júpiter, registrando fenômenos estranhos, tais como a formação de nuvens e auroras polares no planeta gasoso.

Em fevereiro de 2018, a Juno deverá mergulhar em Júpiter - Foto: NASA

A sonda Juno foi modificada para evitar a radiação de Júpiter, que podia danificá-la, quebrando muitos de seus instrumentos altamente sensíveis dentro da sonda. Por essa razão, a órbita de Juno tem uma forma elíptica e se pode aproximar do planeta apenas até à distância de 4.160 quilômetros. 

Mergulho previsto
Em fevereiro de 2018, a sonda deverá mergulhar em Júpiter, onde a atmosfera do planeta a irá destruir, isso será realizado para prevenir a criação de lixo espacial e minimizar o risco de contaminação de uma das luas do planeta gasoso com bactérias originadas na Terra.

Clique aqui e veja vídeo da NASA sobre a sonda Juno

Com informações do portal da NASA

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber