Mais lidas
Cotidiano

Cachorra salva menina de três anos que saiu de casa sem roupa na neve

.

Cachorrinha Peanut salvou a vida de uma menina de três anos que estava perdida sem roupas na neve - Foto: Reprodução/Facebook
Cachorrinha Peanut salvou a vida de uma menina de três anos que estava perdida sem roupas na neve - Foto: Reprodução/Facebook

cachorrinha Peanut salvou a vida de uma menina de três anos que estava perdida sem roupas na neve e caída dentro de uma vala, no último dia 17 de março, em pleno inverno rigoroso nos Estados Unidos. O episódio ocorreu no Condado de Delta, no estado de Michigan (EUA).

“Era cerca de 11 da manhã e Peanut começou a correr que nem louca pela casa. Ela subia e descia as escadas, latindo e ganindo. Ela foi até a garagem e pediu ao meu marido para sair de casa. Ele a deixou sair, e ela correu rapidamente até o campo nos fundos da nossa casa, à toda velocidade. Meu marido a seguiu e, para sua surpresa, encontrou uma menina sem roupas tremendo, toda encolhida”, relatou a dona da cadelinha.

'Cachorrinho'
No dia, os termômetros registravam zero grau. A dona da cachorrinha não deixou claro se era possível avistar a criança das janelas da casa ou se a cadelinha a farejou. O homem enrolou a criança em sua camisa e a levou para dentro de casa para que as autoridades fossem chamadas. A única palavra que ela dizia era “cachorrinho”.

Sem ferimento
A criança foi levada de ambulância para um hospital, onde foi examinada e nenhum ferimento foi encontrado. A polícia localizou a família da criança em uma casa próxima, e foi averiguado que as condições ali encontradas não eram seguras para a menininha. Por isso, a menina e outra criança irmã dela foram encaminhadas para um abrigo.

Carta a abrigo
Este caso foi contado pela dona de Peanut em uma carta endereçada para o abrigo de cães em que a cachorrinha foi resgatada. A carta foi recebida no dia 20 de março. O abrigo se chama Delta Animal Shelter, e fica na cidade de Escanaba, também no estado de Michigan.

Pernas e costelas quebradas
Peanut tem um ano de vida e foi encontrada em 2016 por funcionários do abrigo. A filhote tinha duas pernas e costelas quebradas e havia comido pedaços de carpete. Depois de passar por meses de recuperação, ela foi adotada.

As informações são do uppermichiganssource.com e do Washington Post

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber