Mais lidas
Cotidiano

'Meditação do cemitério' é usada para lidar com o divórcio na China

.

As mulheres deitam em covas rasas cavadas no chão e forradas com folhas  para meditar - myzaker.com
As mulheres deitam em covas rasas cavadas no chão e forradas com folhas para meditar - myzaker.com

Um grupo de mulheres chinesas foi manchete de vários jornais recentemente após ser fotografado enquanto estava deitado em túmulos rasos nos arredores da cidade de Chongqing. Elas participavam de um ritual bizarro chamado "meditação do cemitério", que supostamente as ajuda a lidar com o divórcio.

A 'meditação do cemitério' surgiu como ideia de Liu Taijie, uma divorciada de 30 anos que agora auxilia outras mulheres a superarem rompimentos conjugais. Depois de se casar com a idade de 19 anos, e ter um bebê aos 21 anos, Liu passou por um processo de divórcio conturbado em 2015. Foi um momento difícil, mas ela conseguiu superar a tensão e agora quer ajudar outras mulheres a 'entender que a vida continua e ela tem que colocar o passado para trás, onde é o lugar dele'. 

Antes de deitar nas covas, as chinesas rezam - Foto: Foto: Sipa Asia Rex Shutterstock/myzaker.com

As mulheres deitam em covas rasas cavadas no chão e forradas com folhas de plástico; ficam com os olhos fechados e as mãos em posição de oração ou no peito. Não está claro quanto tempo eles têm que ficar assim, mas a ideia por trás do ritual é simular a morte, para facilitar a superação da angústia da separação e começar uma nova vida.

As mulheres deitam em covas rasas cavadas no chão e forradas com folhas de plástico - Foto: Sipa Asia Rex Shutterstock

Pensamento suicida
"Sei como se sente uma mulher abandonada, pois pensei em cometer suicídio quando me separei", revela Liu. 

Segundo ela, quando uma pessoa está desesperada, pode sentir que está perto da morte. Ao fazer a meditação em sepultura, a pessoa pode experimentar como seria  morte. Isso faz a pessoa lembrar tudo o que poderia ter feito, mas deixou de fazer na vida e que precisa esquecer o passado e começar uma nova jornada", explica Liu.

Com informações dos portais myzaker.comdaily mail

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber