Cotidiano

Arqueólogos localizam restos mortais de homem gigante de 1500 anos

.

​Arqueólogos acharam um grande número de artefatos históricos importantes datados de milhares de anos durante escavações no Irã - Fotos: Reprodução/Twitter
​Arqueólogos acharam um grande número de artefatos históricos importantes datados de milhares de anos durante escavações no Irã - Fotos: Reprodução/Twitter

Arqueólogos acharam um grande número de artefatos históricos importantes datados de milhares de anos durante escavações na província iraniana de Lorestan. A descoberta mais surpreendente são os restos de um homem muito alto, com mais de dois metros de altura, que viveu durante o Império Sassânida (224 d.C. — 651 d.C.), o qual foi conquistado e dominado pelo Califado Islâmico.

Os arqueólogos também encontraram artefatos datados das épocas do Império Aquemênida, que existiu entre aproximadamente 550 a.C. e 330 a.C., e do Império Parta (250 a.C. — 224 d.C.).

"Durante escavações recentes em Chia Sabz, na província de Lorestan, nós encontramos objetos datados do Império Aquemênida", disse a chefe do grupo arqueológico, Ata Hasanpour, à agência de notícias Mehr.

Os objetos encontrados da época do Império Aquemênida, que é também conhecido como Primeiro Império Persa, são pratos, tigelas de cerâmica, vasos pintados, ornamentos e moedas estampados e ferramentas de pedra. Além disso, estes são os primeiros artefatos desse período encontrados na província.

"No norte de Chia Sabz, nós encontramos o túmulo de um homem idoso. Ele é constituído por quatro paredes cobertas com uma grande laje de pedra", detalhou.

"Nos últimos dias de escavações, nós conseguimos encontrar um armazém com dois recipientes para armazenar comida. O conteúdo dos recipientes foi enviado ao laboratório para posterior investigação", acrescentou Ata Hasanpour.

Durante as escavações, os arqueólogos também descobriram duas colunas que, na opinião deles, formavam parte de uma antiga sala cerimonial.

As informações são da agência de notícias iraniana Mehr